Campanha de esclarecimento ensina a prevenir câncer do pênis

Campanha de esclarecimento ensina a prevenir câncer do pênis
Assim como em 2007, o ex-jogador de futebol Zico é novamente o padrinho da iniciativa, chamada Cuide bem do seu amigo.
[Imagem: SBU]

Cuide do seu amigo

A partir de hoje, 20 julho, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) inicia sua segunda Campanha Nacional de Esclarecimento sobre o Câncer de Pênis.

Mais do que ressaltar a necessidade da boa higiene do órgão genital como método preventivo, a entidade vai promover uma ação de esclarecimento das doenças do homem e da importância de se visitar um urologista em todas as fases da vida - criança, adolescente, adulto e idoso. Assim como em 2007, o ex-jogador de futebol Zico é novamente o padrinho da iniciativa, chamada Cuide bem do seu amigo.

Cirurgia de fimose

Outra ação da campanha é a realização de um estudo inédito histopatológico sobre o câncer de pênis. A SBU firmou uma parceria com os patologistas do Hospital A. C. Camargo, em São Paulo, referência em câncer, e com o patologista Antonio Cubillas, considerado o maior estudioso do assunto no mundo.

No dia 25 de julho haverá um mutirão de cirurgias de fimose nas capitais das regiões Norte e Nordeste. O material colhido nas intervenções cirúrgicas será analisado para verificar a existência de lesões pré-cancerosas.

A expectativa dos médicos é a realização de 500 cirurgias de fimose no dia do mutirão. "Vamos estudar sob o ponto de vista histopatológico o prepúcio desses pacientes para verificar se havia alguma lesão cancerosa. O resultado dessa pesquisa poderá nortear as ações governamentais para erradicação dessa doença que mutila", diz o coordenador de campanhas públicas da SBU, Aguinaldo Nardi. De acordo com os médicos, em casos graves é preciso amputar o órgão.

Causas do câncer de pênis

O objetivo da pesquisa é analisar as causas da doença - por relação com HPV ou falta de higiene - e conhecer os tipos desse câncer. "Sabendo a origem fica mais fácil identificar o melhor tratamento para aquele tumor específico. Há ainda poucos estudos no mundo sobre o câncer de pênis, sobretudo porque os países que realizam o maior número de pesquisas têm raríssimos casos da doença", diz o presidente da SBU, José Carlos de Almeida. Não há no mundo estudo com tantos materiais colhidos como este.

Dados da doença De acordo com levantamento feito pela SBU em 2007, o câncer de pênis é uma patologia muito frequente no Brasil, acometendo preferencialmente pacientes de baixa renda, não circuncidados ao nascimento, de cor branca, moradores das regiões Norte e Nordeste e que demoram a procurar assistência médica especializada ao notar feridas no pênis. O estudo mostrou ainda que 81,62% dos casos de câncer de pênis acometem homens acima de 46 anos. O Norte e Nordeste juntos têm mais de 50% dos casos.

Atenção às lesões

"Os homens devem ficar atentos a qualquer tipo de lesão no pênis. Devem lavar o órgão genital diariamente e principalmente após relações sexuais. Uma pequena ferida pode ser um tumor maligno que se não cuidado pode evoluir atacando os canais linfáticos o que pode ocasionar não só a amputação do órgão, como também dos membros inferiores", alerta Almeida. De acordo com os médicos, são realizadas por ano cerca de mil amputações de pênis pelo SUS. A amputação é o tratamento mais adequado para casos avançados da doença.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde do Homem

Câncer

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.