Catéter urinário elimina bactérias por ação mecânica

Ajuda inconveniente

Para os milhões de pessoas forçadas a depender de um tubo de plástico para eliminar a urina, o desenvolvimento de uma infecção é praticamente 100% garantido depois de apenas quatro semanas do implante de um catéter.

Ocorre que o interior dos cateteres urinários são rapidamente colonizados por biofilmes, estruturas formadas por colônias de bactérias que são extremamente difíceis de combater.

Agora, engenheiros biomédicos acreditam ter encontrado uma solução para esses pacientes.

Xuanhe Zhao e Gabriel Lopez, da Universidade de Duke (EUA), desenvolveram um novo projeto de catéter urinário que pode eliminar sozinho quase todo o biofilme das paredes do catéter.

Em vez de se concentrar em revestimentos antibacterianos caros, os pesquisadores usaram a deformação física para arrancar o biofilme infeccioso de suas amarras.

Catéter urinário elimina bactérias por ação mecânica
O molde (amarelo) do catéter foi fabricado em uma impressora 3D. As marcações indicam o duto urinário (U), a parede flexível interna (i.w.) e o canal inflável (I).
[Imagem: Duke University]

Catéter urinário antibacteriano

O primeiro protótipo tem um único canal que pode ser inflado com líquido ou ar injetados paralelamente ao trato urinário principal.

Ao inflar, a deformação da parte interna do catéter gera tensões mecânicas que desgrudam o biofilme.

Como o canal infla "para dentro", em direção ao canal por onde a urina sai, as dimensões exteriores do catéter não se alteram, o que significa que a operação não causa qualquer dor ou incômodo ao paciente.

A deformação súbita libera mais de 90% do biofilme bacteriano, que é arrastado para fora pela urina.

A equipe acredita que pode melhorar ainda mais o catéter urinário antibacteriano criando canais infláveis ao longo dos dois lados do canal principal, que é o que eles pretendem fazer a seguir.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Implantes

Infecções

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.