Celulares podem ser nova ferramenta no cuidado com a saúde

Celulares podem ser nova ferramenta no cuidado com a saúde
O aparelho de imageamento médico sem lentes foi inserido no interior de um telefone celular comum, que mantém todas as suas funcionalidades, além de se transformar em um laboratório de análises clínicas portátil.
[Imagem: UCLA]

Celulares médicos

Os telefones celulares já revolucionaram a forma com as pessoas se comunicam e fazem negócios. E, graças a avanços feitos por pesquisadores da Universidade da Califórnia (Estados Unidos), eles logo poderão fazer o mesmo pela Medicina.

A equipe do professor Aydogan Ozcan construiu o protótipo de um telefone celular que é um verdadeiro laboratório clínico. Além de ser capaz de monitorar a saúde de pacientes de malária e de portadores do HIV, o "celular médico" também consegue testar a qualidade da água, uma ferramenta muito útil nas regiões mais pobres do planeta e em áreas assoladas por secas ou por desastres naturais.

Imagem holográfica

O segredo da versatilidade do aparelho está em um novo sistema de imageamento holográfico, desenvolvido pelos pesquisadores e miniaturizado até caber no interior de um telefone celular comum.

A nova tecnologia de imagens holográficas foi batizada de LUCAS (Lensless Ultra-wide-field Cell monitoring Array platform based on Shadow imaging). O equipamento também pode ser instalado em uma webcam.

O dispositivo captura a imagem utilizando uma fonte de luz azul de pequeno comprimento de onda. A luz pode iluminar amostras de sangue, saliva ou qualquer outro fluido corporal.

Contagem celular

Como as células vermelhas do sangue e outras micropartículas têm padrões distintos de difração da luz - a chamada imagem-sombra - torna-se possível identificar e fazer a contagem de forma praticamente instantânea de todas as estruturas presentes na amostra.

Controlando as propriedades espaciais da fonte de luz azul, os pesquisadores geraram uma imagem sombra bidimensional, um holograma, que contém muito mais informações do que uma imagem tradicional. Isto permitiu que o aparelho passasse a identificar até mesmo partículas muito menores, como a E. coli.

Depois de capturadas e contadas, as informações podem ser enviadas para o hospital pelo próprio celular, ou transferidas via USB para um computador para que a transmissão possa ser feita.

Complemento do microscópio

O aparelho não é um substituto para o microscópio, mas um complemento. Os microscópios produzem imagens de maior resolução, mas sua utilização para a contagem de células é praticamente inviável na maioria dos locais onde eles são mais necessários.

Como a nova tecnologia de imageamento não utiliza lentes, a possibilidade de miniaturização do equipamento é total, podendo ser embutido em outros aparelhos multifunção.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Laboratórios

Exames

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.