Campinas ganha Centro de Reabilitação para pessoas com deficiência

Tecnologia para deficientes

Foi inaugurado na tarde desta segunda-feira (22), em Campinas (SP), o Centro de Reabilitação Lucy Montoro, que será coordenado conjuntamente pelo Centro Infantil Boldrini e pela Unicamp.

Instalada em uma área de 4 mil metros quadrados e contando com equipamentos de ponta, a unidade oferecerá atendimento integral a pessoas portadoras de deficiências físicas.

"Vamos proporcionar assistência qualificada a uma macrorregião que soma perto de 250 mil pessoas com deficiência. Nesse primeiro momento, serão cerca de 550 atendimentos por dia", afirmou a médica Silvia Brandalise, presidente do Centro Boldrini.

Parceria feliz

A unidade de Campinas é a terceira do Estado a integrar a Rede de Reabilitação Lucy Montoro. As duas primeiras foram instaladas na Capital e em Ribeirão Preto.

O governador José Serra destacou a importância de o Centro ficar sob a gestão compartilhada do Boldrini e da Unicamp. "Creio que é uma parceria muito feliz, pois assim a população terá garantia de qualidade nos procedimentos que serão oferecidos. O governo tem se empenhado em garantir condições para a recuperação e integração das pessoas com deficiência à sociedade. Somente aqui, nós investimos R$ 12,2 milhões", disse.

Conforme a secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, a unidade beneficiará crianças e adultos com deficiências físicas provocadas por acidentes, doenças congênitas e crônicas, que resultem em comprometimento da mobilidade.

Próteses e órteses

Além dos diversos procedimentos vinculados à reabilitação, nas áreas de ortopedia, fisioterapia, fisiatria, fonoaudiologia etc, o Centro contará também com uma unidade de prótese e órtese. "Nossa disposição é que esta unidade atenda à demanda existente e acabe com a fila", previu a secretária.

O superintendente do HC explicou que o Centro de Reabilitação será juridicamente ligado ao Boldrini. "Nós vamos colaborar na elaboração do plano de trabalho e na assistência aos pacientes, principalmente aqueles que não estão diretamente ligados aos procedimentos de rotina do Boldrini".

O reitor Fernando Costa qualificou a iniciativa como importante para melhorar a assistência a um segmento significativo da população. "Nesse sentido, vamos colaborar com a qualificação dos profissionais envolvidos e com novas pesquisas na área", adiantou.


Ver mais notícias sobre os temas:

Atendimento Médico-Hospitalar

Transplantes

Próteses

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.