Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

29/10/2014

Consenso sobre mídias violentas e agressividade infantil

Redação do Diário da Saúde
Consenso sobre mídias violentas e agressividade infantil
Os videogames violentos estão fortemente associados com a delinquência juvenil.[Imagem: Iowa State University]

Diante de estudos com conclusões discrepantes, os cientistas estão partindo para o "consenso" quando o assunto são os videogames e a violência.

Em lugar do tradicional "comprovado pelos experimentos", Brad Bushman e seus colegas da Universidade do Estado de Ohio (EUA) apresentaram agora dados que revelam que a maioria dos pesquisadores, dos pais e dos pediatras concorda que a exposição à violência nas mídias eletrônicas pode aumentar a agressividade das crianças.

O estudo mostra que 66% dos cientistas, 67% dos pais e 90% dos pediatras concordam ou concordam fortemente que os videogames violentos podem aumentar o comportamento agressivo das crianças.

"Algumas pessoas afirmam que não há consenso sobre se as mídias violentas podem aumentar a agressividade em crianças, mas este estudo mostra que há consenso," disse Bushman.

Opinião e ciência

Apesar de ser discutível o valor científico de opiniões sobre um determinado assunto - o chamado consenso -, o fato é que os dados mostram que os principais envolvidos na questão acreditam que há razões para preocupações.

A maioria acredita que o comportamento agressivo das crianças pode ser incentivado não apenas por videogames violentos, mas também por filmes, programas de TV e sites da Internet.

No entanto, menos da metade concorda que revistas em quadrinhos violentas ou literatura violenta tenha tais efeitos nocivos sobre as crianças.

Agressão e violência

"Com esse consenso geral sobre os efeitos nocivos da violência na mídia, pode parecer surpreendente que algumas pessoas ainda questionem os efeitos da mídia violenta sobre a agressão," disse Bushman. "Uma razão importante é que as pessoas não fazem distinção entre a agressão e violência."

Atos violentos são raros, reconhece ele, e são causados por muitos fatores atuando em conjunto.

"Você não pode prever um surto de fuzilar outras pessoas apenas com base na exposição à violência na mídia ou qualquer outro fator," disse Bushman.

Mas a evidência é clara, segundo ele, que a exposição à violência pode prever formas menos graves de agressão - ou, pelo menos, é isso o que a maioria acha.


Ver mais notícias sobre os temas:

Violência

Educação

Diversão

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão