Criado teste que distingue entre mel puro e mel falsificado

Criado teste que distingue entre mel puro e mel falsificado
O teste separa o mel verdadeiro do mel falsificado com base nas moléculas de açúcar que cada um contém, que são diferentes em cada um dos casos.
[Imagem: U.S. Department of Agriculture]

Teste para detectar mel falso

Enquanto o mel é crescentemente recomendado pelos nutricionistas, o mel falsificado só traz benefícios para os falsários: não apenas as pessoas deixam de comprar o produto por não terem certeza sobre sua pureza, quanto os produtores honestos têm uma demanda menor do que poderiam ter se houvesse maior confiança no mercado.

Isso agora poderá ser possível, graças ao desenvolvimento de um novo teste, criado por pesquisadores franceses. O teste detecta o mel 100% puro das versões impuras e do material totalmente adulterado.

Existem produtos, principalmente à base de xarope de milho, que são física e quimicamente quase idênticos ao mel puro. Até hoje não existia uma forma simples e rápida para distinguir entre esse material e o mel verdadeiro.

Cromatografia

A equipe do Dr. Bernard Herbreteau, da Universidade de Lion, desenvolveu um teste que utiliza um tipo especial de cromatografia para separar e identificar polissacarídeos - moléculas de açúcar muito complexas. A cromatografia cria uma espécie de "impressão digital" dessas moléculas.

Desta forma, o teste separa o mel verdadeiro do mel falsificado com base nas moléculas de açúcar que cada um contém, que são diferentes em cada um dos casos.

A precisão do teste foi suficiente para detectar uma amostra de mel verdadeiro na qual os pesquisadores adicionaram apenas 1% de xarope de milho.

A pesquisa foi publicada no exemplar deste mês do periódico científico Journal of Agricultural and Food Chemistry.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Conservação de Alimentos

Consumo Responsável

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.