Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

27/02/2015

Curativo inteligente libera medicamento conforme necessário

Com informações da BBC
Curativo inteligente libera medicamento conforme necessário
Remédios e aquecedor estão localizados na parte de trás do curativo. [Imagem: BBC]

Curativo com sensores

Cientistas nos Estados Unidos criaram um protótipo de curativo que controla a liberação dos medicamentos e ainda pode alertar os médicos sobre o andamento do tratamento.

O curativo inteligente tem sensores que monitoram o ferimento do paciente.

"Colocamos sensores no curativo que monitoram temperatura, pH e oxigênio da ferida e interferem se algo estiver errado", disse Mehmet Dokmeci, do hospital-escola da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard.

A parte de trás do curativo contém as partículas que armazenam o remédio e uma espécie de aquecedor.

Quando o curativo detecta a hora de liberar o remédio, ele se aquece, as partículas encolhem e o remédio é liberado.

Curativo com botão

O protótipo de curativo também pode enviar um sinal para um dispositivo remoto, monitorado por um médico.

Se houver um problema e, dependendo do tipo de problema (infecção por bactérias, por exemplo), o médico poderá apertar um botão no dispositivo para o curativo liberar mais remédios.

Acredita-se que, com mais financiamento, uma versão comercial do curativo inteligente poderia ser lançada dentro de apenas dois anos.

Se o curativo chegar ao mercado, terá a vantagem de evitar as trocas constantes do mesmo, reduzindo as chances de expor o ferimento a infecções.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Infecções

Robótica

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento