Dieta e exercícios são melhores que cirurgia bariátrica contra obesidade

Dieta ou cirurgia bariátrica?

Pacientes severamente obesos que perdem quantidades significativas de peso por meio da alteração da dieta e da adoção de novos hábitos de exercícios físicos podem ser tão bem-sucedidos na manutenção do peso a longo prazo quanto aqueles pacientes que perderam peso em razão de uma cirurgia bariátrica.

As conclusões estão em um novo estudo médico publicado no International Journal of Obesity.

Embora a perda de peso e sua manutenção sejam comparáveis entre os dois tratamentos, os pacientes que se valeram de métodos não-cirúrgicos tiveram que trabalhar mais duro durante um tempo maior para manter seu peso, afirmam os médicos do The Miriam Hospital (Estados Unidos, onde foi feito o estudo.

Esforços comportamentais

"Nossas descobertas sugerem que é possível manter grande parte da perda de peso por meio de esforços comportamentais intensos, tais como mudar seu modo de ver a comida e os exercícios físicos, tenha você perdido peso por meio da cirurgia bariátrica ou através de métodos não-cirúrgicos," diz o Dr. Dale Bond. "Modificações comportamentais e mudanças no estilo de vida são componentes críticos para a manutenção da perda de peso a longo prazo."

Ganho de peso pós-emagrecimento

Os pesquisadores compararam 315 pacientes cirúrgicos e não-cirúrgicos, que perderam uma média de 56 kg e que conseguiram manter sua perda de peso por uma média de 5,5 anos. A partir daí eles foram acompanhados durante dois anos.

Não foram observadas diferenças significativas na ingestão calórica ou na quantidade de peso novamente ganho entre o grupo que passou pela cirurgia bariátrica e o grupo da dieta mais exercícios. Todos ganharam novamente uma média de 2 kg a cada ano.

Inconvenientes da cirurgia bariátrica

Entretanto, os pesquisadores identificaram diferenças comportamentais entre os dois grupos, com os pacientes da cirurgia bariátrica relatando um maior consumo de gorduras e de fast-food, um menor controle consciente da sua alimentação e maiores incidentes de depressão e mais estresse do que os pacientes que não passaram pela cirurgia.

Diferenças similares foram observadas no comportamento com relação às atividades físicas. Somente um terço do grupo que passou pela cirurgia bariátrica adotou algum tipo de atividade física consistente com as recomendações para a prevenção do ganho de peso, em comparação com 60% do grupo não-cirúrgico.

Controle do peso pós-cirurgia bariátrica

"Estas descobertas ressaltam a necessidade de intervenções na alimentação e na atividade física focada nos pacientes da cirurgia bariátrica," afirma Bond. "Pesquisas futuras deverão ser focadas em formas de aumentar e manter a atividade física e em um melhor monitoramento dos parâmetros psicológicos nos pacientes da cirurgia bariátrica para facilitar o controle ideal do peso a longo prazo."


Ver mais notícias sobre os temas:

Obesidade

Dietas e Emagrecimento

Atividades Físicas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.