ONU alerta sobre doenças causadas pelas mudanças climáticas

Saúde e clima

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um documento intitulado "O Atlas da Saúde e do Clima".

O documento alerta que, no Brasil, as temporadas de inundações e de seca geram a curto, médio e longo prazos uma série de doenças.

Em 68 páginas, o estudo mostra que as preocupações são diferentes em cada região do país.

No Sul, mas maiores preocupações são as inundações e os deslizamentos de terras, considerados constantes. No Norte do país, o maior problema é a seca.

Entre 2000 e 2010 foram registrados 1.320 casos de inundações. O período apontado como a "pior seca dos últimos 60 anos" foi de 2004 a 2010, na Amazônia.

Doenças do clima

Uma série de problemas de saúde, segundo o estudo, são gerados pelas mudanças no clima.

Elas atingem milhões de brasileiros e provocam surtos epidêmicos de doenças, como diarreia, malária, dengue e meningite.

O estudo revela que as doenças mais comuns causadas pelas alterações climáticas têm relação direta com uma série de fatores, como poluição e infraestrutura local.

A maior parte das mortes é entre bebês recém-nascidos. Há registros também de elevado número de casos, nem sempre fatais, de pneumonia, diarreia e malária.

Informações subutilizadas

O Atlas da Saúde e do Clima inclui exemplos práticos de como adotar ações em saúde pública para prevenir os problemas causados pelas mudanças climáticas.

A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, disse que é fundamental prevenir e preparar a população.

Segundo ela, as ações conjugadas dão vida "ao coração da saúde pública". "Informações sobre a variabilidade e mudanças climáticas são ferramentas poderosas que auxiliam as nossas tarefas", disse.

A diretora-geral observou que, por enquanto, os dados dos serviços de informações sobre clima têm sido "subutilizados" na saúde pública.

Para ela, a falta de atenção a esses dados acaba aumentando a incidência de doenças infecciosas, como malária, dengue, meningite e cólera. Segundo o estudo, a situação se agrava principalmente entre crianças e idosos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Pública

Prevenção

Cuidados com a Pele

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.