Embalagens de lata lideram acidentes entre consumidores

Os acidentes com embalagens de lata lideram as estatísticas de produtos e serviços que oferecem mais risco à saúde e à segurança dos consumidores.

O dado consta de pesquisa nacional sobre o perfil dos acidentes de consumo no Brasil, coordenada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), feita em janeiro deste ano.

Em segundo lugar entre os casos mais frequentes de acidentes com produtos aparecem os fogões, com índice de 11,5%, e as escadas domésticas, com 3,8%.

Quando classificados por grupos de produtos, os eletrodomésticos lideram o ranking dos produtos que oferecem maior risco à saúde e à segurança do consumidor, com 23,8%, seguidos de embalagem (19,2%) e utensílios domésticos (13,1%).

Embalagens de lata

O maior risco das embalagens de lata identificado pelo Inmetro é o de ferimentos para os consumidores.

De acordo com a pesquisa, 27,7% do total de acidentes registrados levaram as vítimas a procurar atendimento médico. As principais lesões relatadas foram cortes (33,5%) e queimaduras (19,6%).

A maioria dos casos envolve latas de leite condensado, de sardinha e de atum, abertas com uso de anel metálico.

Como apresentaram quase 15% de todos os relatos feitos, o Inmetro poderá agora definir novos regulamentos para produtos desse tipo, caso a indústria não se adiante e faça melhorias.


Ver mais notícias sobre os temas:

Acidentes

Consumo Responsável

Conservação de Alimentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.