Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

15/01/2014

Por que é menos saudável engravidar com sobrepeso?

Com informações da Agência Fapesp
Por que é menos saudável engravidar com sobrepeso?
"É um fator que pode estar contribuindo para a inflamação e para uma maior resistência à insulina nas gestantes com sobrepeso". [Imagem: Wikimedia]

Já se sabia que, ao engravidar, mulheres obesas ou com sobrepeso apresentam maior risco de desenvolver complicações como pré-eclâmpsia e diabetes gestacional.

Agora, pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), encontraram algumas pistas para entender por que isso ocorre.

Analisando amostras sanguíneas de quase 200 gestantes nessas condições, os pesquisadores concluíram que o sobrepeso está associado a alterações significativas nos níveis de duas substâncias secretadas pelo tecido adiposo - adiponectina e leptina - que podem contribuir para o aumento do grau de inflamação sistêmica.

"Durante a gravidez, existe um grau de inflamação fisiológico resultante da interação entre mãe e feto. Por outro lado, a obesidade, a diabetes e a hipertensão são doenças com forte componente inflamatório. Avaliar a combinação entre gestação e obesidade com foco em inflamação, portanto, parece importante para entender os riscos e os mecanismos envolvidos nessas patologias obstétricas", disse Silvia Daher, coordenadora do estudo.

Com base no Índice de Massa corporal (IMC) pré-gestacional, as voluntárias foram divididas em quatro diferentes grupos: as com sobrepeso saudáveis (IMC igual ou maior que 25), as com sobrepeso e diabetes gestacional, as com peso ideal (IMC entre 18,5 e 24,9) saudáveis e as com peso ideal, mas com diabetes gestacional.

As análises mostraram uma redução significativa nos níveis de adiponectina associada ao sobrepeso, bem como aumento nos níveis de leptina.

"A adiponectina tem ação anti-inflamatória e anti-hiperglicêmica, e normalmente diminui durante a gestação porque é preciso aumentar a quantidade de glicose circulante para suprir as necessidades do feto.

"Já a leptina e a resistina são adipocinas que induzem a produção de citocinas inflamatórias, como a IL6 e o TNF-alfa, podendo agravar a resistência à insulina típica da gestação e também a inflamação sistêmica.

"É um fator que pode estar contribuindo para a inflamação e para uma maior resistência à insulina nas gestantes com sobrepeso", avaliou Daher.

"Pretendemos agora estudar um grupo de mulheres com IMC maior ou igual a 30 para ver se há alterações mais intensas nesses e em outros mediadores inflamatórios", informou a pesquisadora.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Obesidade

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?