Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

13/03/2014

Ergonomia promete tornar seu envelhecer mais confortável

Com informações do INT

Ergonomia é a ciência que estuda a interação do ser humano com as máquinas, equipamentos, ambientes e sistemas.

Além de servir para a fabricação de objetos mais confortáveis, a ergonomia agora está se mostrando útil também para facilitar o dia a dia dos idosos.

O resultado está sendo apresentado por pesquisadores brasileiros do INT (Instituto Nacional de Tecnologia) e do CEPE (Centro de Estudo e Pesquisa do Envelhecimento).

O primeiro deles é o Projeto "Casa Saudável", que está desenvolvendo soluções para problemas posturais, de conforto e de segurança, de forma a minimizar os riscos de acidentes observados nos ambientes domésticos e de trabalho.

O trabalho envolve a aplicação de duas técnicas: a análise de uso dos produtos e a análise ergonômica do trabalho (AET).

A análise de uso permite conhecer as interfaces dos produtos com seus usuários, possibilitando adequar as características de cada um às reais necessidades dos idosos.

Já a AET (análise ergonômica do trabalho) detalha as atividades executadas pelas pessoas dessa faixa etária, reprojetando os aparelhos e instrumentos para adequá-los às capacidades e limitações desses usuários.

As avaliações são feitas em condições reais, por meio de um sistema de circuito fechado de televisão (CFTV) com câmeras instaladas com consentimento dos idosos em pontos selecionados de suas casas.

Ergonomia promete tornar seu envelhecer mais confortável
Os modelos humanos digitais 3D construídos pelos pesquisadores brasileiros, refletindo situações reais, já estão atraindo atenção internacional. [Imagem: INT]

Plataforma Digital

O segundo projeto, chamado "Plataforma Digital", incorpora dados antropométricos da população de idosos e pode ser aplicada ao treinamento de cuidadores.

O trabalho resultará na construção de uma base de dados com medidas corporais detalhadas 1D e 3D (tridimensional) dos idosos, com o escaneamento a laser 3D.

Esses modelos humanos digitais 3D fornecerão parâmetros inéditos para o desenvolvimento de projetos arquitetônicos e produtos que contribuirão para a melhoria da qualidade de vida da terceira idade.

Em outra frente, o trabalho incorpora movimentos capturados das técnicas de manipulação utilizadas pelos cuidadores de idosos. Essas ações são colhidas por meio de sistemas de captura de movimento e de escaneamento 3D desses profissionais.

Cruzando essas informações com a dos idosos, será desenvolvida a plataforma digital para auxiliar na capacitação dos cuidadores. A partir da simulação do movimento humano, como nos videogames, mas com precisão de medidas e movimentos, os profissionais poderão testar e aprimorar suas habilidades na interação com os idosos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Ergonomia

Terceira Idade

Sensores

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?