Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

26/08/2011

Escovação noturna é a mais importante

Com informações do Jornal da Unicamp

Eficiência da escovação

Quanto maior o número de escovações com creme dental fluoretado ao longo do dia, maior será o efeito anticárie.

Entretanto, não havia ainda nenhum estudo científico avaliando o período em que a escovação é mais eficiente no combate à cárie.

Agora, os pesquisadores da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP), da Unicamp, têm a resposta: a escovação noturna é a mais importante.

"A pesquisa mostrou que a escovação noturna deve ser priorizada, e não negligenciada como ocorre em alguns países, uma vez que parece ser a mais efetiva. Isso não significa que as pessoas deveriam escovar os dentes apenas uma vez por dia e à noite. Pelo contrário, uma maior frequência de escovação com dentifrício fluoretado resulta em maior efeito preventivo", alerta a professora Livia Maria Andaló Tenuta.

Importância da escovação noturna

Para chegar a esta conclusão, o pesquisador Sandro Carvalho Kusano avaliou a perda mineral em dois substratos, a dentina e o esmalte dental.

O material foi submetido a um alto desafio cariogênico, caracterizado pelo acúmulo de biofilme dental (placa) e exposição a açúcar oito vezes ao dia.

Os resultados mostraram que escovar os dentes com dentifrício fluoretado uma vez ao dia, no período da manhã, reduz em 42% a perda mineral (desmineralização) do esmalte dental.

Já a escovação no período noturno diminui em 58%.

Para a dentina, a escovação no período da manhã reduz a perda mineral em 19% e, à noite, 37%.

"Mas, ainda, são desconhecidas as razões pelas quais a ação do flúor no período matutino e noturno são diferentes", relata Livia.

Segundo a professora, os dados sugerem que essa diferença se deve, provavelmente, a uma retenção mais prolongada do flúor, que acontece quando a pessoa escova os dentes à noite.

Há que se considerar que no período noturno há uma diminuição da produção de saliva e o flúor tem o efeito de remineralizar as perdas que aconteceram ao longo do dia. "Parece que esse efeito é mais importante do que aquele causado pelo dentifrício fluoretado quando usado no período da manhã, antes dos desafios cariogênicos que ocorrem durante o dia", avalia ela.

Fluorose

Outro assunto comentado por Lívia Tenuta diz respeito ao controle da cárie ao se utilizar dentifrício fluoretado.

Entretanto, existem no mercado nacional alguns cremes dentais sem flúor que estão sendo recomendados a crianças de pouca idade, devido ao medo de desenvolvimento de fluorose.

"Nós não concordamos com essa indicação porque o efeito do dentifrício fluoretado está consagrado na literatura. Uma criança pequena que utiliza um creme dental sem flúor está sendo privada de seus benefícios.

"Para diminuir o risco de fluorose, basta utilizar uma quantidade pequena de creme dental para a escovação da criança. Esse procedimento é suficiente para dar a segurança necessária para que ela não desenvolva fluorose com comprometimento da estética dental, além de garantir o benefício anticárie", orienta a pesquisadora.

Veja mais sobre esta questão na reportagem:


Ver mais notícias sobre os temas:

Higiene Pessoal

Saúde Bucal

Prevenção

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?