Esforço e dedicação explicam sucesso acadêmico de asiáticos

O sucesso acadêmico dos alunos de origem étnica asiática, em comparação com aqueles de origem europeia, é melhor explicado por questões culturais, como a ética de trabalho e a valorização do esforço pessoal, do que por supostas vantagens inatas.

A conclusão é de dois cientistas sociais sino-americanos que compararam os alunos das duas ascendências em escolas nos Estados Unidos.

Eles queriam verificar se a vantagem acadêmica dos asiáticos - eles saem-se sistematicamente melhor na escola - seria causada por fatores socioeconômicos ou genéticos.

Contudo, não foram encontradas correlações fortes em nenhum dos dois aspectos - as crianças de origem asiática não se saem melhor em testes gerais de inteligência do que as crianças de outras etnias, por exemplo.

"Nós concluímos que a vantagem educacional dos asiático-americanos sobre os brancos é atribuível principalmente ao maior esforço acadêmico dos estudantes asiáticos, e não a vantagens em capacidades cognitivas testadas ou sociodemográficas," afirmam eles.

O artigo conclui que a principal explicação é cultural, especificamente a "crença de uma conexão entre esforço e êxito" e a tradição das comunidades de asiáticos expatriados de oferecer apoio aos imigrantes recém-chegados.

Isso inclui "informações vitais para navegar o sistema educacional" e "legitimação das crenças" sobre trabalho e sucesso, segundo os pesquisadores.

Amy Hsin (Universidade da Cidade de Nova Iorque e Yu Xie (Universidade de Michigan) publicaram seus resultados na revista PNAS.


Ver mais notícias sobre os temas:

Educação

Comportamento

Trabalho e Emprego

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.