Esqueça os remédios: como lidar com doenças sem medicação

Nós costumamos tomar comprimidos para qualquer coisa que nos aflija. Mas os medicamentos têm efeitos colaterais e custam dinheiro. No exemplar de Abril da Revista Médica de Harvard, médicos discutem como lidar com sete condições comuns sem tomar remédios.

É necessário alguma disciplina, mas, na maioria dos casos, a abordagem não- farmacológica pode ter tão bons resultados quanto os comprimidos.

Aqui está um breve resumo de cada uma das condições e dos tratamentos-sem- medicamentos propostos:

Artrite

Há uma boa chance de que a perda de peso torne a artrite menos dolorosa. Combine perda de peso com exercícios e você terá menos dores e maior mobilidade. Mesmo para aqueles que não precisem perder peso, o exercício que não cause sobrecarga nas juntas reduz a dor.

Colesterol

Seus níveis de LDL deverão cair 5% ou mais se você eliminar do cardápio os alimentos com altos níveis de gordura saturada. Adicionando fibras solúveis poderá também reduzir os níveis do LDL. O mesmo efeito pode ser conseguido com margarinas fortificadas com esterol.

Declínio na capacidade de aprendizagem

O treinamento da memória e outros "exercícios para o cérebro" parecem ajudar pessoas idosas saudáveis a se manter afiados. Mas os exercícios físicos podem ajudar o cérebro mais do que a ginástica mental.

Depressão

Estudos demonstram que a atividade física regular pode ter um potente efeito antidepressivo.

Diabetes

A atividade física regular é também um poderoso freio para o níveis de açúcar no sangue, por que os músculos exercitados se tornam mais receptivos à insulina que ajuda a retirar o açúcar da corrente sangüínea. Comer menos doces e carboidratos de fácil digestão também ajuda a controlar o níveis de açúcar no sangue.

Pressão alta

Perder peso, fazer mais exercícios físicos e ingerir menos sódio, tudo diminui a pressão sangüínea.

Osteoporose

Exercícios com pesos impõem carga sobre os ossos, e os tecidos ósseos reagem se tornando mais densos e mais fortes, inibindo o processo da osteoporose. Doses extras de vitamina D e cálcio estão no topo da lista de recomendações.


Ver mais notícias sobre os temas:

Terapias Alternativas

Atividades Físicas

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.