Exame direto no consultório? Estamos chegando lá

Exame direto no consultório? Estamos chegando lá
O chip de análise funciona com uma única gota de fluido corporal e um laser comum.
[Imagem: Gatterdam et al/Nature Nanotechnology 2017]

Exame em um chip

Muita coisa pode ser detectada no sangue ou na urina: doenças virais, distúrbios metabólicos ou doenças autoimunes podem ser diagnosticadas com testes laboratoriais, por exemplo.

Mas esses exames demoram, são caros e alguns são bastante complexos, gerando filas no SUS e irritantes pedidos de autorização nos planos de saúde.

Muito melhor seria se os exames pudessem ser feitos rapidamente no próprio consultório médico, para que o paciente já pudesse sair com a receita e começar o tratamento o quanto antes.

É nisso que estão trabalhando cientistas do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (Suíça), em colaboração com engenheiros da empresa Roche.

O grupo desenvolveu um método de análise completamente novo, baseado na difração da luz em moléculas.

O exame é inteiramente feito em um pequeno chip. Medindo a luz que se espalha, o chip identifica as moléculas por uma técnica de holografia - por isso o método foi batizado de molograma, um holograma molecular.

Pequeno e rápido, o chip promete permitir, em um futuro próximo, que os médicos façam exames complexos em seu próprio consultório.

"Esperamos que esta tecnologia permita que mais testes de laboratório sejam realizados diretamente no consultório médico no futuro, e não em um laboratório especializado. E, no futuro mais distante, os pacientes poderão até mesmo usar a tecnologia em casa," disse o professor Janos Voros, membro da equipe.


Ver mais notícias sobre os temas:

Biochips

Exames

Atendimento Médico-Hospitalar

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.