Exame de sangue sem picada funciona através da pele

Exame de sangue visual

Já pensou fazer um exame de sangue sem precisar retirar o sangue - sobretudo, sem a picada da agulha?

Esta é a proposta de um novo aparelho que está sendo desenvolvido por Carlos Castro e uma equipe de universidades espanholas e norte-americanas.

O dispositivo incorpora uma nova forma de contar os glóbulos brancos do sangue, sem precisar analisar diretamente o sangue.

Em vez disso, a tecnologia combina um sensor óptico e iluminação por LEDs com algoritmos especiais que conseguem identificar as células brancas através da pele, conforme elas fluem pelas veias em frente à lente do aparelho.

Leucopenia

Exame de sangue sem picada funciona através da pele
O aparelho grava vídeos da microcirculação nos capilares muito superficiais da pele.
[Imagem: Research Laboratory of Electronics/MIT]

O interesse inicial da equipe era criar exames que pudessem ajudar no cuidado de pacientes imunossuprimidos devido a tratamentos de quimioterapia, além de prevenir a sepse, uma infecção generalizada.

Por detectar qualquer diminuição do número de glóbulos brancos no sangue - uma condição conhecida como leucopenia - o aparelho foi batizado de Leuko. Com ele, torna-se possível dosar adequadamente a quimioterapia, segundo a reação do organismo de cada paciente.

Leucômetro

O aparelho é colocado no dedo do paciente, de forma similar aos oxímetros de pulso usados para medir os níveis de oxigênio no sangue.

O sistema óptico captura as imagens dos pequenos vasos sanguíneos - os capilares - na superfície da pele, e os algoritmos interpretam as imagens, nas quais os leucócitos aparecem como pequenas partículas transparentes.

Com três protótipos já em testes em hospitais na Espanha e nos EUA, a expectativa da equipe é que o leucômetro chegue ao mercado em cerca de três anos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Exames

Fotônica

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.