Exame de R$1 supera PSA para câncer de próstata

Exame de R$1 supera PSA para câncer de próstata
"Esperamos que a maioria dos homens possa fazer esse exame no consultório do seu médico."
[Imagem: UCF]

Nanopartículas de ouro

Um exame que utiliza nanopartículas de ouro para detectar o câncer de próstata em estágio inicial custa alguns centavos, dá o resultado em minutos e é mais preciso do que o exame de PSA usado hoje.

Embora use ouro, o teste é barato porque são nanopartículas do metal - um pequeno frasco de nanopartículas em suspensão na água custa cerca de US$ 250, e contém material suficiente para cerca de 2.500 testes.

Desenvolvido por uma pesquisadora da Universidade Central da Flórida (EUA), a nova técnica aproveita a capacidade das nanopartículas de ouro para atrair biomarcadores de câncer.

"É fantástico," comemora o Dr. Inoel Rivera, que ajudou a criadora do método, Dra. Qun Huo, a fazer as primeiras avaliações do novo exame. "É um teste simples. É muito melhor do que o teste que temos agora, o PSA, e é barato."

Biomarcadores

Quando um tumor começa a se desenvolver, o corpo mobiliza-se para produzir anticorpos, que são liberados no sangue.

Ocorre que é muito difícil detectar esses biomarcadores para identificar o câncer em estágios iniciais.

O novo exame aproveita o fato de que os biomarcadores de certos tipos de cânceres agarram-se à superfície das nanopartículas de ouro, fazendo com que eles se aglutinem, o que permite sua detecção precoce, sem a necessidade da realização de biópsias.

"O que é diferente e único na nossa técnica é que é um processo muito simples e o material necessário para o teste custa menos de US$ 1," disse Huo. "E como é barato, esperamos que a maioria dos homens possa fazer esse exame no consultório do seu médico. Se pudermos detectar esse tipo de câncer em seus estágios iniciais, o impacto vai ser grande."


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Nanotecnologia

Saúde do Homem

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.