Fazer Ioga é seguro, mas conheça seus limites

Fazer Ioga é seguro, mas conheça seus limites
Os pesquisadores estimam que mais de 36 milhões de pessoas pratiquem ioga regularmente nos EUA.
[Imagem: UAB/Divulgação]

Prática

Fazer ioga é relativamente seguro, o que é uma boa notícia, dado o reconhecimento de que se fosse um remédio, a ioga seria o melhor remédio do mundo.

Mas podem ocorrer lesões, o que tem sido registrado sobretudo entre praticantes mais velhos.

Para evitar isso, ter um instrutor qualificado é essencial, alertam Thomas Swain e seus colegas da Universidade do Alabama (EUA), que acabam de publicar um levantamento sobre lesões entre praticantes de ioga no Orthopedic Journal of Sports Medicine.

Os dados cobrem o período entre os anos de 2001 e 2014 e valem para os EUA, onde os pesquisadores estimam que mais de 36 milhões de pessoas façam a prática regularmente.

Lesões na ioga

"As lesões na ioga são relativamente raras e, como se poderia esperar, a incidência tende a subir com a idade do participante. Nós descobrimos que a taxa de lesões está aumentando ao longo do tempo, o que pode ser um reflexo do aumento da popularidade da ioga, levando a um aumento de participantes inexperientes que não tomam as precauções necessárias para evitar lesões," disse Swain.

De fato, a taxa global de lesões relacionadas à prática da ioga subiu de 10 a cada 100.000 praticantes em 2001 para 17 por 100.000 participantes em 2014 - um número ínfimo em relação, por exemplo, aos 1.500 acidentes graves envolvendo distrações de pessoas usando telefones celulares no ano passado.

A taxa de lesões é maior entre os participantes mais velhos. Aqueles com 65 anos ou mais apresentaram uma taxa de lesões de 58 por 100.000. Indivíduos com idades entre 45 e 64 anos tiveram uma taxa de lesão de 18 por 100.000, enquanto aqueles entre 18 e 44 anos de idade tiveram uma taxa de lesão de 12 por 100.000.

Quase metade foram lesões no tronco, enquanto entorses e distensões foram responsáveis por 45% de todas as lesões.

Recomendações para fazer ioga com segurança

"Fale com seu médico antes de fazer ioga, seja cauteloso e reconheça suas limitações pessoais, especialmente se você tem mais de 65 anos," recomenda Swain.

"Você precisa de uma visão realista de suas próprias habilidades, e você precisa entender que algumas posições podem ser muito desafiadoras e inadequadas. Um instrutor de ioga qualificado e certificado pode ajudá-lo com essa avaliação e é essencial para uma experiência segura," concluiu.


Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Meditação

Mente

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.