Febre amarela terá vacina em dose fracionada em três estados

Caráter excepcional

Entre fevereiro e março deste ano, 75 municípios dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia irão realizar campanha de vacinação com doses fracionadas contra a febre amarela.

O Ministério da Saúde afirmou que a medida tem caráter excepcional e não deu explicações sobre a eventual falta da vacina e prazo para aquisição de novas doses.

No total, 19,7 milhões de pessoas destes municípios nos três estados deverão ser vacinadas na campanha, sendo 15 milhões com a dose fracionada e outras 4,7 milhões com a dose padrão.

A estratégia de fracionamento da vacina é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) quando há aumento de epizootias e casos de febre amarela silvestre de forma intensa, com risco de expansão da doença em cidades com elevado índice populacional e que não tinham recomendação para vacinação anteriormente.

Fracionamento e contraindicações

O Ministério da Saúde afirma que o fracionamento da vacina da febre amarela é seguro porque é a mesma vacina, só que em dose menor. A única diferença está no volume. A dose padrão é de 0,5 mililitros( ml), enquanto a dose fracionada é de 0,1 ml.

Em termos de proteção, enquanto a vacina padrão protege a pessoa pela vida toda, estudos da Fiocruz mostraram que a vacina fracionada da febre amarela protegerá quem tomá-la por oito anos.

A dose fracionada não é indicada para algumas faixas da população, que deverão continuar a receber a dose padrão: crianças de 9 meses a dois anos; pessoas com condições clínicas especiais (HIV/AIDS, em tratamento de quimioterapia, pacientes com doenças hematológicas, entre outras), gestantes e viajantes internacionais.

A vacina, em qualquer dose, também é contraindicada para pacientes em tratamento de câncer, pessoas com imunossupressão e pessoas com reação alérgica grave à proteína do ovo. A vacinação contra febre amarela impede a doação de sangue por um período de quatro semanas.

Campanha

No estado de São Paulo, 4,9 milhões de pessoas receberão a dose fracionada e 1,4 milhão a dose padrão em 52 municípios. Já no Rio de Janeiro, 2,4 milhões de pessoas deverão receber a dose fracionada e 7,7 milhões a padrão em 15 municípios. Por fim, na Bahia, 2,5 milhões de pessoas serão vacinadas com a dose fracionada e 813 mil com a dose padrão em oito municípios.

O período da campanha em São Paulo será de 3 a 24 de fevereiro, sendo os dias 03 e 24 (sábados) os dias D de mobilização da campanha. Já no Rio de Janeiro e Bahia, devido ao período do carnaval, as campanhas ocorrerão do dia 19 de fevereiro a 09 de março, sendo o dia 24/2 o dia D de mobilização.


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Vacinas

Infecções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.