Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

20/05/2013

Terapia de luz é usada para tratar obesidade

Redação do Diário da Saúde
Fototerapia: terapia de luz para tratar obesidade
Uma das principais aplicações da terapia fotodinâmica, ou fototerapia, é no tratamento do câncer de pele.[Imagem: IFSC]

Pesquisadores das universidades Federal de São Carlos (UFSCar) e de São Paulo (USP) estão desenvolvendo tratamentos de controle e redução da obesidade a partir da combinação de exercícios físicos e terapia de luz.

A terapia de luz, conhecida como fototerapia ou terapia fotodinâmica, além de eficiente, pode ser uma das alternativas de mais baixo custo para o paciente e para o sistema de saúde, o que a torna um recurso altamente acessível.

A fototerapia já é usada no tratamento de lesões e diversos estudos indicam que a incidência de luz atua positivamente nas atividades celulares e na eliminação de bactérias resistentes a antibióticos.

O grupo formado por Antônio Eduardo de Aquino Júnior, Nivaldo Parizotto e Vanderlei Bagnato agora pretendem expandir a aplicação da terapia para tratamentos de sobrepeso e obesidade.

Metabolismo celular

Antônio Eduardo explica que a aplicação de lasers sobre os tecidos potencializa o metabolismo celular, o que resulta em maior perda de calorias durante a prática de atividades físicas e maior queima de gorduras.

Os feixes de lasers têm comprimento de onda de 808 nanômetros, na região do infravermelho, com baixa intensidade de energia, por isso não provocando danos à pele durante a aplicação.

"A aplicação de lasers nos músculos resultou na redução das reservas de gordura e diminuição do peso corporal. Mas os resultados variam conforme a intensidade dos exercícios", explica o pesquisador, uma vez que o metabolismo pode ser trabalhado de diferentes formas de acordo com a intensidade.

As avaliações da técnica de fototerapia contra obesidade serão feitos em voluntários, homens e mulheres, com idades entre 20 e 40 anos, e índice de massa corporal a partir de 30 - os testes terão duração de três meses, com início previsto para junho.

Voluntários

Os voluntários serão submetidos a uma sessão de exercícios aeróbios, musculação e combinados com sessões de terapia com luz, avaliação física e análises clínicas laboratoriais (primeira fase).

Na segunda etapa, os exercícios físicos com tratamentos em fototerapia serão mantidos durante três meses de intervenção, com três sessões semanais, com duração média de uma hora. Também serão promovidas palestras e orientações nutricionais.

As intervenções ocorrem em uma academia localizada na região central de São Carlos. Eventuais custos de transporte, alimentação e alojamento terão que ser arcados pelos voluntários. Os interessados podem entrar em contato para agendamento pelo telefone (16) 3351-8452, das 8 às 15 horas.

A mesma equipe já está usando a fototerapia para tratar mulheres com fibromialgia.


Ver mais notícias sobre os temas:

Terapias Alternativas

Obesidade

Cuidados com a Pele

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão