Fraturas de braços e pernas poderão ser coladas, ao invés de engessadas

Uma descoberta feita por cientistas australianos poderá significar o fim das incômodas estruturas de gesso a que devem se sujeitas as pessoas que tiveram pernas e braços fraturados. Os cientistas desenvolveram um novo polímero que poderá colar os ossos, sustentando-os no lugar enquanto o processo de cicatrização ainda não está completo.

Além de eliminar semanas de incômodo do sistema atual de engessamento, o o novo material se dissolve à medida em que o osso se reconstrói, deixando no organismo apenas o tecido natural.

O polímero biodegradável e biocompatível pode ser fabricado na forma de um gel injetável, que endurece no próprio local do ferimento. Até mesmo a taxa de degradação da "cola" pode ser controlada.

O Dr. Thilak Gunatillake, um dos criadores do novo material, acredita que ele logo poderá ser utilizado como cola no reparo de ossos quebrados. Mas ele acredita também que o material poderá ter uso em ortopedia, ortodontia e reparo de tecidos e cartilagens.

O novo polímero biodegradável deverá ser comercializado por uma nova empresa criada dentro do próprio instituto de pesquisa, a Polymerco Pty Ltd.

Fonte: Nova cola substituirá gesso em pernas e braços fraturados


Ver mais notícias sobre os temas:

Fraturas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.