Governo dá alforria a laboratório nacional de medicamentos

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, assinou uma portaria que cria grupos de estudo para elaborar propostas de reorganização da estrutura jurídica do Instituto Tecnológico de Fármacos (Farmanguinhos), ligado à Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

De acordo com o diretor da entidade, Eduardo Costa, na prática, a medida pode representar a possibilidade de o laboratório vender os medicamentos que produz a outras instituições, além do Ministério da Saúde, como governos estaduais e municipais, além de exportar as drogas a outros países.

"Hoje nós produzimos apenas para o Ministério da Saúde. Mas temos interesse, por exemplo, em enviar para os países da África, que vivem situações dramáticas em relação à aids, medicamentos do coquetel antiaids que produzimos aqui", explicou.

Segundo ele, essa medida permitiria redução dos preços cobrados pelos medicamentos fabricados por Farmanguinhos na medida em que demandaria produções em escalas maiores.

"Para nós, é um desafio produzir em pequenas quantidades, só para o Brasil, para os programas do ministério. A capacidade de vender nos ajudaria a ajudar outros países e melhorar os nossos preços", acrescentou.


Ver mais notícias sobre os temas:

Laboratórios

Medicamentos

Desenvolvimento de Medicamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.