Homens compartilham trabalhos criativos online mais do que as mulheres

Compartilhando informações

Um novo estudo feito na Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, descobriu que os homens são mais suscetíveis a compartilhar seus trabalhos criativos online do que as mulheres, apesar do fato de que as mulheres e os homens se engajem em atividades criativas em taxas essencialmente iguais.

"Como o compartilhamento de informação pela Internet hoje é uma forma de participação na cultura pública e de contribuição para o discurso público, isto significa que as vozes dos homens estão sendo desproporcionalmente ouvidas," diz a pesquisadora Eszter Hargittai, que fez o estudo juntamente com sua colega Gina Walejko.

Habilidades online

No geral, quase dois terços dos homens afirmaram ter disponibilizado seus trabalhos criativos online, enquanto apenas metade das mulheres fizeram o mesmo. Quando os dados são confrontados com o relato sobre as próprias habilidades digitais e know-how da web, contudo, as pesquisadoras descobriram que homens e mulheres postam seus trabalhos de forma quase igual.

"Isto sugere que a Internet não é um campo igualitário para homens e mulheres, já que as pessoas com maiores habilidades online - sejam percebidas ou reais - são mais propensas a contribuir com conteúdo online," diz Hargittai.

Habilidades internáuticas de homens e mulheres

"Parece que a falta de uma habilidade percebida está impedindo que as mulheres exponham seus trabalhos criativos para o mundo exterior," diz Hargittai. Ela afirma que outros fatores que podem ser responsáveis pela diferença observada, embora não medidos no estudo, podem estar relacionados com a falta de confiança na qualidade do trabalho e em questões de privacidade.

As pesquisadoras descobriram que os homens são duas vezes mais suscetíveis de compartilhar música na Web que eles criaram ou remixaram do que as mulheres; e que os homens também são consideravelmente mais suscetíveis de postarem filmes ou vídeos que eles fizeram em comparação com as mulheres engajadas na produção de filmes e vídeos.

Geração de conteúdo criativo

Na sua pesquisa de conteúdo criativo - seja online ou offline - as pesquisadoras descobriram que uma média de dois em cada três homens, e duas em cada três mulheres, se engajam em trabalhos criativos como escrever, fotografia artística, música ou produção de filmes e vídeos (e isso não se relaciona de nenhuma forma com a Web).

"Assim, embora a produção criativa, no total, seja igualmente distribuída entre homens e mulheres, o compartilhamento desse conteúdo não é," diz Hargittai.

Dos 61 por cento da amostra total que relataram se engajar em ao menos um tipo de atividade criativa, 56 por cento afirmaram ter postado ao menos alguns de seus trabalhos criativos online.

Escrita criativa

De forma nada surpreendente - já que é o conteúdo mais fácil de se postar - o tipo de conteúdo criativo mais compartilhado online é a escrita criativa. Exatamente metade dos estudantes que relataram ter se engajado em escritos criativos também relataram ter postado seu trabalho online.

Vídeos são o segundo trabalho criativo mais popular nas postagens, um pouco abaixo dos 50 por cento. Novamente, Hargittai aponta para a facilidade de se postar esse tipo de material. "Sites de compartilhamento de vídeos como o YouTube tornam relativamente fácil para as pessoas compartilharem seus vídeos próprios ou remixados," diz ela.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gênero

Concentração

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.