Horário de verão poderá ser atrelado ao calendário escolar

Um projeto de lei pretende adequar a adoção do horário de verão ao retorno às aulas.

O senador Gim Argelo (PTB-DF) está propondo que o horário de verão deve terminar no último domingo de janeiro, antes que os estudantes voltem às aulas.

De acordo com o senador, o objetivo é minimizar os transtornos causados aos estudantes que iniciam o ano escolar no horário de verão e pouco tempo depois têm que se adaptar à mudança no horário.

"Em outubro os alunos mudam de horário e quando é no começo do ano eles são obrigados a acordar mais cedo. Como o ano letivo geralmente começa na primeira semana de fevereiro, até que o horário se encerre, eles são obrigado a acordar mais cedo e isto afeta o desempenho escolar na retomada às aulas", disse o senador.

Segundo o projeto, os relógios poderão ser adiantados a partir do primeiro domingo de outubro e retornando obrigatoriamente uma hora até o último domingo de janeiro.

Iniciada no verão de 1931/1932, a medida é adotada sempre nesta época do ano, quando os dias são mais longos por causa da posição da Terra em relação ao Sol, e a luminosidade natural pode ser mais bem aproveitada, reduzindo o consumo de energia nos horários de pico e evitando o uso de energia gerada por termelétricas, que é mais cara e mais poluente do que a gerada pelas hidrelétricas.


Ver mais notícias sobre os temas:

Educação

Qualidade de Vida

Sono

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.