Idosos têm o maior índice de satisfação com a vida

Envelhecer é bom

Depois de décadas de culto à juventude, parece que a sociedade ocidental decidiu que envelhecer é algo ruim.

Contudo, um estudo após o outro, vem demonstrando que a terceira idade pode ser a época mais feliz da vida.

Ao examinar as complexas inter-relações entre o envelhecimento e os fatores que levam à depressão, cientistas descobriram que os idosos têm muito menos emoções negativas do que a média da população.

Em comparação com outras faixas etárias, os idosos saudáveis apresentam a maior satisfação geral com a vida e, com isso, estão menos sujeitos à depressão.

Forma de pensar

A pesquisa mostra que há diferenças na forma de pensar das pessoas nas diversas faixas etárias que influenciam o surgimento da depressão.

Quem cultiva pensamentos negativos, ou preocupações excessivas, tende a se fixar em seus problemas, sem tomar uma atitude.

Isso intensifica os humores negativos, podendo levar ao surgimento da depressão.

Os cientistas pediram que mais de três centenas de pessoas, com idades entre 15 e 87 anos, avaliassem seus pensamentos negativos, bem-estar pessoal e comportamentos depressivos.

O maior indicador de uma insatisfação geral com a vida foram os pensamentos negativos, ou "preocupações cultivadas".

Não esquente a cabeça

O grupo que menos esquenta a cabeça está na faixa dos 63 anos de idade e acima.

Esse grupo cultiva menos seus pensamentos negativos e, por conseguinte, tem um melhor índice de satisfação geral com a vida.

Além de encorajar aqueles que já estão entrando na terceira idade, os cientistas afirmam que os resultados do estudo mostram que o tratamento da depressão na terceira idade não pode ser feito com as mesmas terapias usadas para as outras faixas etárias, porque as causas da depressão são diferentes nos diversos grupos.

O trabalho foi liderado por Stefan Sutterlin, na Universidade de Luxemburgo, e publicado no periódico científico Journal of Aging Research.


Ver mais notícias sobre os temas:

Terceira Idade

Emoções

Qualidade de Vida

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.