Instituto Butantan vai produzir vacina contra gripe do Hemisfério Norte

Instituto Butantan vai produzir vacina contra gripe do Hemisfério Norte
Instituto Butantan produzirá vacina com a cepa do vírus da gripe no Hemisfério Norte para as regiões Norte e Nordeste do Brasil. Objetivo é aumentar cobertura vacinal
[Imagem: Sanofis Pasteur]

Gripe do Hemisfério Norte

O Instituto Butantan anunciou que pretende produzir a partir do ano que vem uma vacina com a cepa do vírus da gripe no hemisfério Norte para as regiões Norte e Nordeste do Brasil. A estimativa é que a iniciativa faça a cobertura vacinal da região saltar dos atuais 30% para cerca de 65%.

Há pouco mais de um mês, pesquisadores descobriram que se a vacina contra a gripe recomendada para o Hemisfério Norte fosse usada no Brasil, sua eficácia poderá ser o dobro da atual - veja Troca da vacina contra gripe poderá dobrar sua eficácia.

Segundo a Secretaria da Saúde, o objetivo é aumentar a cobertura vacinal no país, uma vez que as pessoas dessas regiões encontram-se expostas a outros tipos de vírus, não prevalentes no hemisfério Sul. Todo ano, a Organização Mundial da Saúde define a composição da vacina de influenza sazonal e lista para cada hemisfério os quatro vírus mais recorrentes nas regiões.

Abaixo e acima do Equador

Outro fator importante é que a região deverá ter um calendário específico para a campanha de vacinação contra a influenza. A mudança se deve aos ciclos diferentes dos vírus nos hemisférios e à localização das regiões Norte e Nordeste do Brasil, próxima à linha do Equador. A iniciativa deverá diminuir ao menos pela metade o número de internações em decorrência da gripe.

"É muito importante essa iniciativa para que as pessoas dessas regiões não tenham a falsa impressão de que a vacina não funciona, uma vez que, detectado o problema, ele seja resolvido. A cobertura vacinal da região deve no mínimo dobrar, reduzindo o número de internações e evitando a morte de milhares de pessoas em função de complicações decorrentes da gripe", afirma Isaías Raw, presidente da Fundação Butantan.

Ajuste no tempo

"Os resultados mostram que, provavelmente, para aumentar a eficiência da vacina contra gripe no Brasil, teremos que alterar o timing da vacinação, aplicando-a aqui na época recomendada para o hemisfério Norte", disse Wladimir Alonso, pesquisador do Centro Internacional Fogarty, dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH, na sigla em inglês), um dos autores do estudo.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Prevenção

Desenvolvimento de Medicamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.