Brasileiros dão inteligência aos equipamentos de respiração artificial

Dosagem de oxigênio

Pesquisadores do Laboratório de Engenharia Pulmonar da Coppe desenvolveram um sistema computacional para monitorar o funcionamento de equipamentos de respiração artificial.

A tecnologia 100% brasileira tornará mais seguro, eficiente e acessível o tratamento de pacientes submetidos à respiração por aparelhos.

O coordenador do estudo, professor Antônio Giannella Neto, do Programa de Engenharia Biomédica da Coppe, explica que a principal vantagem do novo aparelho é a redução de erros na dosagem de oxigênio dada ao paciente.

"Seja por excesso ou redução, a oxigenação mal dosada pode gerar sérios danos ao organismo e agravar a enfermidade," diz Neto.

Mecânica respiratória

Para a possibilidade de erros, o sistema identifica elementos da mecânica respiratória do paciente, como a elasticidade e resistência, em tempo real, auxiliando os profissionais de saúde a operar os aparelhos de forma adequada.

Com o sistema conectado a um monitor, o profissional pode visualizar na tela a quantidade e a pressão de ar aplicado ao paciente, bem como índices que caracterizam aspectos do comportamento do sistema respiratório.

"Todo o processo pode ser administrado por meio do sistema, que ajusta o aparelho a partir da análise do volume respirado, da frequência respiratória, das pressões máximas e mínimas, elasticidade pulmonar", explica o professor.

O sistema, que possui mecanismos de ajustes independentes e plataforma aberta, terá mais uma vantagem em relação aos métodos tradicionais em uso no mercado: os pesquisadores da Coppe já trabalham para torná-lo capaz de ajustar os equipamentos de respiração de forma automática, reduzindo a necessidade de intervenções para o reajuste de parâmetros do ventilador, além de diminuir o risco de erro humano.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Robótica

Sistema Respiratório

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.