Jogar Tetris ajuda a tratar desordem ocular infantil

Jogar Tetris ajuda a tratar desordem ocular infantil
Os óculos especiais permitem que um olho do voluntário enxergue apenas as peças que caem, enquanto o outro olho vê só as peças que se acumulam na base da tela do jogo.
[Imagem: McGill University]

Ambliopia

Médicos canadenses dizem ter encontrado uma forma curiosa de tratar a desordem ocular do "olho preguiçoso": o jogo Tetris.

A equipe da Universidade McGill descobriu que o popular jogo eletrônico, que consiste em encaixar peças enquanto elas se movem pela tela, pode treinar os dois olhos a trabalhar em conjunto.

Em um pequeno estudo, com 18 adultos, a iniciativa funcionou melhor do que o tradicional método de cobrir o olho "bom" para fazer com que o olho mais fraco trabalhe melhor.

Agora, os pesquisadores querem testar se o método pode ajudar a tratar crianças com ambliopia - nome técnico do "olho preguiçoso", condição que pode derivar do estrabismo. Estudos semelhantes estão em curso também no Reino Unido.

Estima-se que 1 em cada 50 crianças sofra de ambliopia, que ocorre quando um dos olhos não se desenvolve adequadamente e é frequentemente acompanhada por movimentos diferentes entre os olhos.

Sem tratamento, a condição pode levar a uma perda permanente da visão no olho mais fraco, motivo pelo qual os médicos sugerem que os tratamentos comecem o mais rápido possível.

Em geral, o tratamento consiste em cobrir o olho mais forte com um tapa-olho, que a criança deve usar durante a maior parte do dia e ao longo de meses - o que tende a ser frustrante e incômodo.

Tetris para olho preguiçoso

O médico Robert Hess e seus colegas decidiram investigar se era possível adotar uma abordagem diferente no tratamento da ambliopia, experimentando formas de fazer os dois olhos trabalharem juntos.

Nove voluntários portadores da desordem usaram óculos protetores especiais durante uma hora por dia, ao longo de duas semanas, enquanto jogavam Tetris.

Os óculos especiais permitiam que um olho do voluntário enxergasse apenas as peças que caíam, enquanto o outro olho via só as peças que se acumulavam na base da tela do jogo.

Um grupo de controle com mais nove voluntários usou óculos especiais similares, mas cobriu o olho forte com um tapa-olho e acompanhou o jogo com o olho vesgo.

Depois de duas semanas, o grupo que usou os dois olhos sentiu mais melhorias em sua visão do que o grupo de controle.

E mesmo os voluntários do grupo de controle tiveram melhorias significativas na visão depois que jogaram Tetris com os dois olhos descobertos. Alternativa

Para Hess, o método talvez sirva também com outros jogos.

"Quando fazemos os dois olhos agirem em conjunto, notamos incremento na visão", diz ele. "É muito melhor do que tapar o olho, mais agradável, rápido e parece mais eficiente."

Ele diz que sua pesquisa e outros estudos prévios sugerem que a ambliopia é, na verdade, um problema de ambos os olhos, e tapar o olho bom pode atrapalhar, em vez de ajudar o olho mais fraco.

O ato de forçar os dois olhos a cooperar entre si aumenta o nível de adaptação do cérebro e permite que o olho fraco reaprenda a ver, diz ele.


Ver mais notícias sobre os temas:

Olhos e Visão

Diversão

Educação

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.