Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

09/12/2013

Justiça proíbe venda de andadores em todo o país

Com informações da Agência Brasil

A Justiça do Rio Grande do Sul proibiu a venda de andadores para crianças em todo o Brasil.

Desde o começo deste ano, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) faz uma campanha contra o uso de andadores por crianças que estão aprendendo a andar.

A SBP diz que há pelo menos um caso de traumatismo "para cada duas a três crianças" que usam o andador e que, em um terço dessas ocorrências, surgem lesões graves.

A decisão abrange nove marcas, citadas como rés no processo, ajuizado em Passo Fundo (RS) pela Associação Carazinhense de Defesa do Cidadão. As empresas poderão recorrer da decisão.

A juíza Lizandra Cericato Villarroel, que concedeu a liminar, fixou multa de R$ 5 mil por dia de descumprimento da medida. Ela também determinou que, caso as fabricantes não apresentem certificação de qualidade de seus produtos feita pelo Inmetro, a proibição de venda ficará valendo até a decisão final da ação.

Riscos dos andadores

Na campanha da SBP, os pediatras explicam que bebês que usam andadores levam mais tempo para ficar de pé e caminhar sem apoio, engatinham menos e têm resultados inferiores em testes de desenvolvimento.

Para eles, um dos principais fatores de risco para traumas em crianças é dar a ela mais independência do que sua idade permite.

Em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, desde 2010 o uso de andadores por crianças em creches e escolas públicas é proibido.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com o Recém-nascido

Equipamentos Médicos

Acidentes

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?