Medicamento produzido no Brasil beneficiará portadores de acromegalia

Em 2015, o Ministério da Saúde colocará à disposição dos pacientes o medicamento Cabergolina, usado para tratar a acromegalia, doença rara caracterizada pela produção exagerada de hormônio do crescimento.

A acromegalia provoca o aumento de extremidades do corpo como mãos, pés, orelhas e nariz; bem como de órgãos internos como coração e fígado.

A aquisição do medicamento produzido no Brasil vai beneficiar cerca de 30 mil pacientes do SUS por ano.

"É uma parceria da Bahiafarma, de Farmanguinhos e Fiocruz. É um marco histórico que mostra o acerto de uma política que vem sendo perseguida, particularmente, nos últimos seis anos e que está implicando no renascimento da produção nacional em saúde que, praticamente, tinha sido destruída na vertente das instituições públicas no passado." explica o secretário de Ciência, Tecnologia do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha.

De acordo com Gadelha, com a compra do medicamento Cabergolina produzido no Brasil o Ministério da Saúde vai economizar 50% do valor que era investido para aquisição do mesmo no mercado internacional.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Saúde Pública

Ossos e Articulações

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.