Melatonina eficaz nas fases aguda e crônica da Doença de Chagas

Hormônio do sono

A bem-conhecida melatonina possui várias outras funções além do que expressa seu conhecido apelido de "hormônio do sono".

Entre essas ações estão melhorar a resposta imunológica e diminuir inflamações nos tecidos.

Com base nessa forma de ação, pesquisadores da USP descobriram que a melatonina pode ser muito útil no combate à Doença de Chagas - nos experimentos, foi verificada uma forte ação ação anti-inflamatória e protetora na fase crônica da infecção.

Em seus experimentos, Vânia Brazão e José Clóvis do Prado usaram o hormônio sintético. A melatonina natural é produzida no cérebro humano pela glândula pineal, uma pequena estrutura localizada no centro do cérebro que secreta o hormônio durante a noite e o inibe pela manhã, com a luz do sol.

A equipe já havia demonstrado que a melatonina possui um efeito benéfico na fase aguda da Doença de Chagas. Agora eles comprovaram que o hormônio induz a redução da carga parasitária no sangue e nos tecidos infectados na fase crônica da doença.

Isto está sendo considerado extremamente positivo porque o único medicamento utilizado no Brasil, o benzonidazol, "apresenta eficácia terapêutica limitada no tratamento de pacientes com infecção crônica", lembra o professor José Clóvis.

Melatonina contra o câncer

Os pesquisadores acreditam que a melatonina apresenta potencial antioxidante, devido à diminuição do estresse oxidativo e do controle do processo de morte celular. Isso abre caminho para uso da substância contra outras doenças.

"Outras evidências demonstram que a melatonina pode ser um agente terapêutico importante contra o câncer, hipertensão e doenças neurodegenerativas", conta Vânia, adiantando que ainda não existem avaliações adequadas quanto ao uso da melatonina para tratar tais doenças.

Mas o trabalho continuará com um novo projeto que buscará avançar na compreensão "dos mecanismos celulares e moleculares que alteram a imunidade ao longo da vida e seus reflexos frente à Doença de Chagas".


Ver mais notícias sobre os temas:

Desenvolvimento de Medicamentos

Infecções

Sistema Imunológico

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.