Mundo precisa de abordagem holística para a paz, segundo ONU

Mundo precisa de abordagem holística para a paz, segundo ONU
António Guterres, secretário-geral da ONU.
[Imagem: Evan Schneider/ONU]

Paz integral

O mundo precisa de uma "abordagem holística" para alcançar a paz.

Esta nova estratégia deverá "dar prioridade à prevenção e resolver as causas do conflito integrando a paz, o desenvolvimento sustentável e os direitos humanos."

O recado é de António Guterres, secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas).

Guterres destacou que "a paz é frágil e está em risco em muitos lugares no mundo", existindo hoje mais conflitos do que nas últimas três décadas, com um número recorde de deslocados, violações de direitos humanos e aumento do nacionalismo, do racismo e da xenofobia.

Cuidar da paz

O chefe da ONU afirmou ainda que "a escala e a natureza desse desafio pedem parcerias estratégicas e operacionais mais próximas." Segundo ele, a ONU trabalha em todas as fases desse processo, desde a prevenção e a resolução dos conflitos, até a manutenção da paz.

Um dos exemplos dessa atuação foi o recém-criado Conselho Consultivo de Alto Nível para a Mediação de Conflitos e o lançamento da Ação para a Manutenção de Paz.

O novo órgão já foi responsável pela transição, na Libéria, da Missão de Paz das Nações Unidas (Unmil) para uma equipe nacional, mostrando que a abordagem traz efeitos práticos.

Apesar destes avanços, contudo, Guterres destacou que "muito ainda precisa ser feito, tanto nos países em risco como nas Nações Unidas", citando a importância de incluir mulheres e jovens no processo e da contribuição que o desenvolvimento sustentável pode ter para a paz.

A expectativa é que ações desse tipo possam ajudar agora a "lidar com a paz enquanto ela existe, não quando já está perdida."


Ver mais notícias sobre os temas:

Felicidade

Qualidade de Vida

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.