Vírus H1N1 já não é mais tão perigoso

Mutações não alteraram periculosidade do vírus da gripe A

Mutação benigna

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, afirmou que o vírus da influenza A (H1N1) não está mais tão perigoso quando comparado ao que circulava no início da pandemia. As informações são da agência portuguesa Lusa.

"O vírus pode sofrer mutações a qualquer momento mas, desde abril [quando a pandemia começou], podemos constatar, a partir de dados fornecidos por laboratórios do mundo inteiro, que o vírus é muito similar", disse Chan.

Vacina eficaz

Ela destacou que as vacinas desenvolvidas até o momento para combater a nova gripe estão se mostrando "muito eficazes". Segundo Chan, a expectativa é que sejam produzidos 3 bilhões de doses anuais em todo o mundo.

Pacientes considerados de alto risco, como pessoas idosas, obesas ou com doenças crônicas, segundo ela, podem ser fortemente afetadas pela doença.

O último balanço da OMS, divulgado na semana passada, indica que pelo menos 3.486 pessoas morreram no mundo vítimas da doença.

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.