Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

10/06/2014

Óleos essenciais conservam pães 50% mais que aditivo comercial

Redação do Diário da Saúde
Óleos essenciais conservam pães 50% mais que aditivo comercial
Os novos filmes comestíveis, desenvolvidos com óleos essenciais de cravo e orégano, mostraram-se mais eficientes para preservar pães do que os aditivos comerciais utilizados hoje.[Imagem: Caio G. Otoni et al. - 10.1021/jf501055f]

Óleos essenciais

Os óleos essenciais têm crescido em popularidade à medida que mais e mais pessoas procuram alternativas para substituir produtos de limpeza sintéticos, repelentes contra insetos em spray e até alguns tipos de medicamentos.

Esse rol de aplicações dos óleos essenciais está prestes a se ampliar, com experimentos mostrando que eles são candidatos fortes para ajudar a conservar os alimentos de uma forma menos danosa aos consumidores.

E isto graças ao trabalho de Caio Otoni, da equipe da pesquisadora Nilda Soares, na Universidade Federal de Viçosa (MG) - o trabalho da equipe, recém-publicado na revista científica Journal of Agricultural and Food Chemistry, ganhou atenção internacional.

Os novos filmes comestíveis, desenvolvidos com óleos essenciais de cravo e orégano, mostraram-se mais eficientes para preservar pães do que os aditivos comerciais utilizados hoje.

Caio e seus colegas observam em seu artigo que a busca por novas maneiras de manter os alimentos embalados sem estragar levou alguns cientistas aos óleos essenciais, que conseguem manter afastadas as bactérias e os fungos.

Pão 50% mais durável

Os óleos de cravo e orégano já haviam sido incorporados em filmes comestíveis antes, inclusive por outras equipes brasileiras.

Ainda é necessário, contudo, otimizar a eficácia dos filmes comestíveis e testá-los em condições reais para usos específicos.

Assim, os pesquisadores decidiram testar diferentes filmes comestíveis com óleos essenciais de cravo e orégano para avaliar sua eficiência na manutenção do frescor do pão e, sobretudo, compará-los com os agentes antimicrobianos comerciais.

O pão é um produto consumido mundialmente, e frequentemente é mantido fresco com o composto químico propionato de cálcio, que, embora seja um material de ocorrência natural, algumas pesquisas sugerem efeitos colaterais negativos, o que tem manchado a sua popularidade.

Nos testes realizados pela equipe, depois de 10 dias o propionato de cálcio perdeu sua eficácia, e os pães começaram a estragar.

Já os filmes comestíveis contendo gotas de óleos essenciais continuaram a proteger os pães contra o crescimento de bolor por mais cinco dias, oferecendo uma proteção total por 15 dias - uma melhoria de 50% em relação ao produto comercial.


Ver mais notícias sobre os temas:

Conservação de Alimentos

Alimentação e Nutrição

Plantas Medicinais

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento