Paciente suspeito de ebola é levado ao Rio de Janeiro

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, prestou esclarecimentos sobre o caso suspeito de ebola, identificado em Belo Horizonte (MG).

O homem brasileiro, de 46 anos, vindo da Guiné (África), retornou ao Brasil no dia 6 de novembro e começou a apresentar sintomas como febre alta, dor muscular e dor de cabeça no último dia 8. Na noite desta terça-feira (10), ele foi atendido da Unidade de Pronto Atendimento da Pampulha, em Belo Horizonte.

Imediatamente após a identificação da suspeita, o paciente foi isolado na unidade e teve início a adoção do protocolo nacional estabelecido para casos suspeitos de ebola.

A seguir, foi providenciada a transferência do paciente para a unidade da Fiocruz, no Rio de Janeiro, referência nacional para casos de ebola.

Na manhã desta quinta-feira (12) estão sendo feitos os exames necessários para a verificação da presença do vírus. Se o resultado, que sairá em 24 horas, for negativo, segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), haverá novo exame em 48 horas.

Ebola

O Ebola é uma doença grave, muitas vezes fatal, com uma taxa de letalidade que pode chegar até 90%.

A doença afeta os seres humanos e primatas não-humanos (macacos, gorilas e chimpanzés).

O ebola foi identificado pela primeira vez em 1976, em dois surtos simultâneos: um em uma aldeia perto do rio Ebola, na República Democrática do Congo, e em outra área no Sudão. A origem do vírus é desconhecida, mas os morcegos frugívoros (Pteropodidae) são considerados os hospedeiros prováveis do vírus.

O ebola só é transmitido através do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de indivíduos doentes. O vírus somente é transmitido quando surgem os sintomas.


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Vírus

Atendimento Médico-Hospitalar

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.