Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

15/01/2016

Pacientes em estado grave em teste de antidepressivo na França

Redação do Diário da Saúde

Lesões irreversíveis

Uma pessoa teve morte cerebral e outras cinco estão internadas em estado grave após participarem de um experimento para testar um novo medicamento na França.

Segundo a ministra da Saúde da França, Marisol Touraine, os cinco voluntários internados apresentam "lesões que poderão ser irreversíveis".

O medicamento, em desenvolvimento pelo laboratório português Bial, estava sendo testado em voluntários na cidade francesa de Rennes pela empresa Biotrial.

Antidepressivo, ansiolítico ou analgésico?

O único documento disponível até agora com informações sobre o teste mostra tratar-se mais provavelmente de um antidepressivo ou ansiolítico.

Diz o documento: "O produto em teste BIA 10-2474 é um produto em desenvolvimento para o tratamento de várias condições médicas que variam de perturbações de ansiedade a problemas motores [decorrentes] da doença de Parkinson, mas também no tratamento de dor crônica da esclerose múltipla, câncer, hipertensão ou no tratamento da obesidade... O objetivo principal é avaliar a segurança e a tolerabilidade da administração da dose oral única."

Pacientes em estado grave em teste clínico de antidepressivo na França
Documento descrevendo os objetivos do teste do medicamento, catalogado como BIA 10-2474. [Imagem: Biotrial]

Pelo mesmo documento, cada voluntário receberia €$1.900 (cerca de R$8.400) para participar do teste. As informações dão conta de que o fármaco foi ministrado a 90 pacientes,

Canabinoide

Há também informações desencontradas de que o medicamento - só conhecido até agora pelo código do teste, BIA 10-2474 - poderia ser um analgésico com ou sem a presença de um canabinoide.

Anteriormente, uma fonte próxima do laboratório, citada pela agência France Presse, havia dito que o produto testado é uma molécula com efeitos analgésicos contendo um canabinoide, mas a presença da substância derivada da maconha foi negada pela ministra da saúde francesa.

As autoridades da França afirmaram que uma investigação foi aberta para apurar as causas do "trágico acidente". "A vida (dos pacientes) foi brutalmente virada de cabeça para baixo", disse a ministra Touraine.

Testes clínicos

Milhares de pessoas participam constantemente de testes clínicos de medicamentos, mas incidentes com resultados adversos tão graves são raros.

Em 2006, no Reino Unido, seis homens foram internados depois de serem submetidos a um novo tratamento contra a leucemia e outras doenças.

Em 2001, uma jovem norte-americana de 24 anos morreu quando participava em um ensaio clínico de um medicamento experimental para a asma conduzido pela universidade Johns Hopkins.


Ver mais notícias sobre os temas:

Desenvolvimento de Medicamentos

Medicamentos

Ansiedade

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?