Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

04/08/2012

DNA pode explicar porque mulheres vivem mais que homens

Redação do Diário da Saúde

Longevidade feminina

Cientistas acreditam ter encontrado nas mitocôndrias uma explicação para a maior longevidade feminina.

Em média, as mulheres vivem seis anos mais do que os homens. Por volta dos 85 anos, há cerca de 6 mulheres para cada 4 homens, uma proporção que vai para 2 mulheres para 1 homem ao redor dos 100 anos.

Exatamente por que é uma pergunta que os cientistas vêm-se fazendo há muito tempo.

Damian Dowling e Florencia Camus, da Universidade Monash, na Austrália, acreditam ter encontrado uma pista.

DNA mitocondrial

Os pesquisadores acreditam que a resposta está no DNA mitocondrial, um subconjunto do DNA que é herdado apenas das mães, nunca dos pais.

O estudo indicou que várias mutações no DNA mitocondrial afetam a longevidade dos homens e o ritmo com que eles envelhecem.

"O que é intrigante é que as mesmas mutações não têm efeitos sobre os padrões de envelhecimento das fêmeas. Elas só afetam os machos," disse o Dr. Dowling.

"Nós mostramos que a 'Maldição da Mãe' é muito mais ampla em seus efeitos sobre a história de vida masculina do que anteriormente previsto, resultando na acumulação de mutações que fazem os machos envelheceram mais rápido, e viver vidas mais curtas do que as fêmeas," completou.

Maldição da Mãe

O termo "Maldição da Mãe" usado pelo pesquisador refere-se justamente à herança materna do DNA mitocondrial, o que coloca os homens em um beco sem saída evolucionário quanto ao genoma das mitocôndrias.

No lado feminino, qualquer mutação danosa que afete apenas os machos não terá impacto sobre as fêmeas, que continuarão passando apenas seu próprio DNA mitocondrial - sem as mutações - para os seus filhos.

O que os cientistas estão defendendo agora é que as mutações danosas para os homens podem ser inteiramente atribuídas à forma como os genes mitocondriais são passados da mãe para os filhos.

Eles vão-se acumulando nos machos ao longo de gerações, fazendo com que eles envelheçam mais rapidamente e vivam menos.

As mitocôndrias, encontradas em todas as células do corpo humano, exceto nos glóbulos vermelhos, convertem as moléculas dos alimentos em energia, o que mostra sua importância para o envelhecimento e a longevidade.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gênero

Terceira Idade

Genética

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão