Pressão alta afeta percepção emocional

Pressão alta afeta percepção emocional
Pessoas com pressão arterial elevada sofrem de "amortecimento emocional", que pode levá-las a responder de forma inadequada à raiva ou outras emoções das outras pessoas.
[Imagem: Wikipedia/Pumbaa80]

Pressão da emoção

Sua capacidade de reconhecer conteúdos emocionais no rosto de outras pessoas e até em textos tem uma ligação íntima com a sua pressão arterial.

Quanto mais elevada a pressão arterial, menor é a capacidade de interpretação emocional do indivíduo.

Esta é a conclusão de um estudo feito pela equipe do Dr. James A. McCubbin, da Universidade de Clemson (EUA).

A equipe mostrou que pessoas com pressão arterial mais elevada apresentam uma redução em sua capacidade de reconhecer emoções como raiva e medo e de reconhecer rostos tristes ou felizes.

O mesmo ocorreu com emoções descritas em passagens de texto.

Amortecimento emocional

"É como viver em um mundo de e-mail sem aquelas carinhas," disse McCubbin. "Colocamos as carinhas nos e-mails para mostrar quando estamos apenas brincando. Caso contrário, algumas pessoas podem interpretar mal o nosso humor e ficar com raiva."

Mas algumas pessoas têm o que McCubbin chama de "amortecimento emocional", que pode levá-las a responder de forma inadequada à raiva ou outras emoções das outras pessoas.

"Por exemplo, se o seu chefe está com raiva, você pode erroneamente acreditar que ele ou ela está só brincando," disse McCubbin. "Isso pode levar a problemas de comunicação, pior desempenho no trabalho e maior sofrimento psicossocial."

Em situações sociais complexas, como nos ambientes de trabalho, as pessoas se baseiam nas expressões faciais e informações emocionais verbais para interagir com os outros.

Relação entre pressão arterial e emoções

Durante o estudo, os pesquisadores verificaram que as pessoas perdem essa capacidade de interpretação emocional quando sofrem de hipertensão ou quando estão em momentos com a pressão arterial mais elevada.

Ainda não há uma explicação do mecanismo fisiológico de interação entre a pressão arterial e as emoções - os pesquisadores apenas constataram a ocorrência do fenômeno.

Mas McCubbin afirma que a ligação entre o amortecimento das emoções e a pressão arterial elevada pode envolvida no desenvolvimento de hipertensão arterial - uma pressão alta crônica - e no aumento do risco de doença cardíaca coronária.

Os pesquisadores afirmam que o amortecimento emocional também pode estar envolvido nos distúrbios da regulação emocional, tais como transtorno bipolar e depressão.


Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Sistema Circulatório

Trabalho e Emprego

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.