Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

07/11/2011

Pressão alta afeta percepção emocional

Redação do Diário da Saúde
Pressão alta afeta percepção emocional
Pessoas com pressão arterial elevada sofrem de "amortecimento emocional", que pode levá-las a responder de forma inadequada à raiva ou outras emoções das outras pessoas.[Imagem: Wikipedia/Pumbaa80]

Pressão da emoção

Sua capacidade de reconhecer conteúdos emocionais no rosto de outras pessoas e até em textos tem uma ligação íntima com a sua pressão arterial.

Quanto mais elevada a pressão arterial, menor é a capacidade de interpretação emocional do indivíduo.

Esta é a conclusão de um estudo feito pela equipe do Dr. James A. McCubbin, da Universidade de Clemson (EUA).

A equipe mostrou que pessoas com pressão arterial mais elevada apresentam uma redução em sua capacidade de reconhecer emoções como raiva e medo e de reconhecer rostos tristes ou felizes.

O mesmo ocorreu com emoções descritas em passagens de texto.

Amortecimento emocional

"É como viver em um mundo de e-mail sem aquelas carinhas," disse McCubbin. "Colocamos as carinhas nos e-mails para mostrar quando estamos apenas brincando. Caso contrário, algumas pessoas podem interpretar mal o nosso humor e ficar com raiva."

Mas algumas pessoas têm o que McCubbin chama de "amortecimento emocional", que pode levá-las a responder de forma inadequada à raiva ou outras emoções das outras pessoas.

"Por exemplo, se o seu chefe está com raiva, você pode erroneamente acreditar que ele ou ela está só brincando," disse McCubbin. "Isso pode levar a problemas de comunicação, pior desempenho no trabalho e maior sofrimento psicossocial."

Em situações sociais complexas, como nos ambientes de trabalho, as pessoas se baseiam nas expressões faciais e informações emocionais verbais para interagir com os outros.

Relação entre pressão arterial e emoções

Durante o estudo, os pesquisadores verificaram que as pessoas perdem essa capacidade de interpretação emocional quando sofrem de hipertensão ou quando estão em momentos com a pressão arterial mais elevada.

Ainda não há uma explicação do mecanismo fisiológico de interação entre a pressão arterial e as emoções - os pesquisadores apenas constataram a ocorrência do fenômeno.

Mas McCubbin afirma que a ligação entre o amortecimento das emoções e a pressão arterial elevada pode envolvida no desenvolvimento de hipertensão arterial - uma pressão alta crônica - e no aumento do risco de doença cardíaca coronária.

Os pesquisadores afirmam que o amortecimento emocional também pode estar envolvido nos distúrbios da regulação emocional, tais como transtorno bipolar e depressão.


Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Sistema Circulatório

Trabalho e Emprego

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?