Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

15/09/2011

Descoberto processo natural que elimina o colesterol

Redação do Diário da Saúde
Descoberto processo natural que elimina o colesterol
O processo facilita a remoção do colesterol e pode representar um alvo totalmente novo para reverter a aterosclerose, a principal causa de ataque cardíaco e derrame.[Imagem: UOHI]

Autofagia

Cientistas da Universidade de Ottawa, no Canadá, descobriram que uma rota bioquímica bem-conhecida, chamado autofagia, também mexe com o colesterol e pode ser responsável por enviá-lo para fora das células.

O Dr. Yves Marcel e seus colegas demonstraram que a autofagia - que significa auto-digestão - é responsável por "engolir e digerir" o colesterol acumulado nas paredes das artérias.

Esse processo facilita a remoção do colesterol e pode representar um alvo totalmente novo para reverter a aterosclerose, a principal causa de ataque cardíaco e derrame.

Acúmulo do colesterol

Há uma necessidade urgente de compreender como a acumulação de colesterol nas artérias pode ser revertida, dada a incidência cada vez maior dos problemas que ele causa.

O colesterol se acumula nas paredes das artérias, podendo causar a aterosclerose, também conhecida como estreitamento das artérias, o que provoca bloqueios e reduz o fluxo sanguíneo para o coração. Isso muitas vezes culmina em ataques cardíacos e derrames.

"A constatação de que a autofagia também funciona para digerir e liberar o colesterol das células e o fato de que sabemos que esta via é regulada dá esperança para o desenvolvimento de novas drogas que possam ativar a exportação do colesterol das paredes das artérias", disse Marcel.

Importância do colesterol

O trabalho vem mostrar a enorme complexidade da bioquímica envolvendo o colesterol.

Já se sabe, por exemplo, que não é só a quantidade de colesterol bom que importa e que o colesterol ruim não é tão ruim quanto se pensava.

O colesterol é importante para a estrutura da célula.

Os problemas surgem quando colesterol demais é depositado dentro das paredes da artéria coronária - as origens da doença arterial coronariana.

Os pesquisadores agora estão investigando como este processo está envolvido no desenvolvimento da aterosclerose, um passo que pode ajudar os especialistas em medicina cardiovascular entender e encontrar uma nova maneira de deter a progressão da doença de coração.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sistema Circulatório

Coração

Cérebro

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ultrassom no 1º trimestre de gravidez pode agravar autismo

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão