56% dos profissionais brasileiros vão continuar no Mais Médicos

Mais médicos

Mais de 1.200 médicos permanecerão no Programa Mais Médicos mesmo depois de completarem o período que garante o bônus na residência médica, parte obrigatória da formação em Medicina.

Com isso, reduzem-se as vagas para a disputa atualmente em andamento, que já contam com quase 13 mil inscritos, contando apenas os médicos brasileiros.

Dos 2.246 profissionais já aptos a utilizar o bônus na residência médica, 1.266 vão permanecer na mesma vaga por até mais três anos.

Já os 1.173 postos restantes serão disputados pelos 12.791 médicos brasileiros com registro no país inscritos na seleção atual.

Mais médicos para quem precisa

"Isso reforça o que os dados e pesquisas já vinham indicando: os médicos brasileiros não só estão aprovando o Programa, como estão vendo nele uma boa oportunidade de aprendizado e atuação na Atenção Básica", declarou Hêider Pinto, secretário de Trabalho e Educação do Ministério da Saúde.

"É possível que vários deles nem viessem a ter contato com a Atenção Básica se o Mais Médicos não tivesse sido criado. É assim que estamos começando uma mudança no perfil dos médicos no país", acrescentou.

No total, 12.791 médicos tiveram a inscrição deferida para concorrer as vagas em 649 municípios. Entre eles, 10.652 optaram por participar na modalidade com duração de um ano e bonificação de 10% em provas de residências, enquanto 2.139 escolheram ingressar para permanecer três anos com auxílios moradia e alimentação, pagos pelas prefeituras.

Essa alta adesão de médicos brasileiros mantém a tendência das seleções anteriores, gerando uma concorrência de quase 11 candidatos por vaga.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Pública

Educação

Atendimento Médico-Hospitalar

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.