Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

14/06/2016

Quais produtos químicos realmente fazem mal à saúde?

Redação do Diário da Saúde
Quais produtos químicos realmente fazem mal à saúde?
Recentemente a ONU alertou sobre riscos à saúde de produtos químicos do dia-a-dia, mas vários casos ainda sofrem com estudos com resultados conflitantes.[Imagem: Lancaster University]

Químicos que fazem mal

Os produtos químicos usados para fabricar a mamadeira do seu bebê podem fazer mal a ele? E os cosméticos e outros produtos de higiene pessoal, realmente contêm compostos que podem causar câncer? Quais pesticidas são seguros? Qual inseticida você pode usar em casa sem medo?

O objetivo das pesquisas científicas é responder a perguntas como essas. Contudo, o que mais se vê são estudos que produzem resultados conflitantes. O que fazer então?

Pode ser tudo uma questão de os próprios cientistas adotarem métodos que permitam chegar mais próximo da verdade em cada caso.

Desde a década de 1990 a Medicina vem se baseando em um processo chamado "revisão sistemática" como meio de ponderar as diversas evidências disponíveis e chegar a uma resposta mais confiável do que os estudos individuais. Essa técnica economiza tempo e recursos, evita pesquisas desnecessárias e, no caso da medicina, salva vidas.

Revisão sistemática para produtos químicos

Uma equipe internacional de cientistas está agora defendendo que esta abordagem seja usada também para consolidar os estudos que investigam os riscos de produtos químicos, cada vez mais marcados pelas controvérsias entre os pesquisadores.

"Quando se trata de determinar o risco que os produtos químicos representam para a saúde humana e para o planeta, os cientistas às vezes têm dificuldade de chegar a uma resposta clara, porque não existe um sistema universalmente aceito para pesar as provas disponíveis.

"Isto costumava ser um problema para a medicina até eles começarem a introduzir um novo sistema para peneirar os estudos existentes e chegar a uma resposta cientificamente confiável para uma questão particular," pondera o professor Paul Whaley, da Universidade de Lancaster (Reino Unido).

Controvérsia do triclosan

A mesma edição da revista Environment International na qual Whaley e seus colegas explicam o problema e apontam as soluções, outra equipe publicou o primeiro exemplo de como o processo pode funcionar.

O artigo é a primeira revisão sistemática sobre o composto triclosan, que foi proibido em sabões na União Europeia, mas ainda é comumente usado em cosméticos.

A revisão sistemática mostra que o triclosan é "possivelmente tóxico" com base em seus impactos adversos sobre os hormônios da tireoide.


Ver mais notícias sobre os temas:

Intoxicação

Contaminação

Higiene Pessoal

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão