Quantos sentidos o ser humano realmente tem?

Quantos sentidos o ser humano realmente tem?
Pesquisadores alemães recentemente propuseram que aprendemos idiomas usando todos os sentidos.
[Imagem: MPI f. Human Cognitive and Brain Sciences/v. Kriegstein]

Sentido único

E se os cinco sentidos humanos forem apenas nuances de um único sentido?

Sempre aprendemos que lidamos com o mundo exterior usando a visão, audição, olfato, paladar e tato.

Mas o neurocientista Don Katz, da Universidade Brandeis (EUA), acha que isso pode estar errado.

A resposta correta, segundo ele, é que mais provavelmente os nossos cinco sentidos podem ser reduzidos a um só.

Interdependência dos sentidos

Há cerca de 10 anos, Katz vem investigando a interligação entre o olfato e o paladar em animais de laboratório. Em 2009, ele demonstrou que, quando os ratos perdem a capacidade de sentir sabor, isto altera seu sentido do olfato. Dois anos depois, ele publicou um artigo sugerindo que os ratos dependem tanto do cheiro tanto quanto do sabor para determinar de quais alimentos eles gostam.

Agora, Katz e sua equipe mostraram o que acontece quando se desliga o sentido do paladar nos animais. Usando uma sonda óptica, ele apagou as células cerebrais no córtex olfativo primário dos animais - as células que processam os sinais de sabor da boca.

Houve um impacto imediato sobre os padrões de disparo dos neurônios que manipulam os cheiros. Na verdade, os neurônios olfativos foram transformados de forma tão radical que os ratos já não conseguiam mais reconhecer odores familiares.

Quantos sentidos o ser humano realmente tem?
Já existem indícios de que a língua tem um sexto sentido para gorduras, enquanto o cérebro pode ter um sexto sentido para as calorias.
[Imagem: Pepino Lab/WUSTL]

Essa interdependência entre gosto e cheiro levou Katz a especular se ambos não comporiam um único sentido baseado em um "sistema quimiossensorial", como ele o chama.

"Como o gosto das coisas depende de uma série de outros fatores além do que o que está na língua, nós acreditamos que gosto e cheiro são parte de um sistema maior com duas portas, a boca e o nariz," defende ele.

Teoria unificada dos sentidos

Em suporte à teoria, ainda bastante controversa, outros pesquisadores já demonstraram que a audição, o tato e a visão também estão inextrincavelmente ligados.

Isto encorajou Katz ainda mais, levando-o a formular sua "grande hipótese": todos os nossos sentidos pertenceriam a um único sistema, ou seja, teríamos apenas um sentido.

Segundo ele, é sem sentido falar, por exemplo, do sabor dos alimentos, porque "gosto" é uma função, em igual medida, do que você sente em sua língua, do que seus olhos veem, do que seu tato detecta, dos cheiros que você sente e do que você ouve.

Sendo assim, nós não "saboreamos" a comida - nós temos uma experiência dos alimentos.

É claro que tudo isso ainda está por ser comprovado. Mas, como as pesquisas avançam gradual e metodicamente, em um futuro não tão distante poderemos finalmente chegar a uma grande teoria unificada dos sentidos - é nisso que Katz acredita.


Ver mais notícias sobre os temas:

Neurociências

Alimentação e Nutrição

Sistema Respiratório

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.