Receita universal: Meia hora de natureza por semana

Receita universal: Meia hora de natureza por semana
Se todo mundo visitasse a natureza meia hora por semana haveria 7% menos casos de depressão e 9% menos casos de hipertensão.
[Imagem: The University of Queensland]

Dose mínima de natureza

Pessoas que visitam parques e lugares naturais por 30 minutos ou mais a cada semana são muito menos propensas a ter pressão arterial elevada ou problemas de saúde mental do que aquelas que não costumam frequentar a natureza.

Os dados indicam que a frequência a locais que permitem proximidade com a natureza traz como benefícios a redução dos riscos de desenvolver doenças cardíacas, estresse, ansiedade e depressão.

A partir disso, a recomendação é clara: todas as pessoas precisam de uma "dose mínima de natureza".

"Se todo mundo visitasse seus parques locais durante meia hora a cada semana haveria 7% menos casos de depressão e 9% menos casos de pressão arterial elevada," disse a pesquisadora Danielle Shanahan, da Universidade de Queensland (Austrália).

Natureza e saúde

"Nós sabemos há muito tempo que visitar parques é bom para a nossa saúde, mas agora estamos começando a estabelecer exatamente quanto tempo precisamos passar nos parques para obter esses benefícios. Temos indícios específicos que precisamos fazer visitas regulares de pelo menos meia hora para garantir que obtenhamos esses benefícios," disse o professor Richard Fuller, orientador do estudo.

"Em especial nossas crianças se beneficiam com mais tempo ao ar livre. Crianças que crescem experimentando ambientes naturais podem se beneficiar em termos de desenvolvimento e, quando adultas, têm uma consciência ambiental maior do que aquelas que não têm o hábito [de visitar parques]," concluiu.

A pesquisa foi publicada na revista Nature Scientific Reports.


Ver mais notícias sobre os temas:

Qualidade de Vida

Diversão

Sentimentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.