Responsabilidade familiar cabe a homens e mulheres, diz OIT

Igualdade

A responsabilidade familiar é uma função que diz respeito à reprodução e manutenção da sociedade. E por isso, não pode ficar apenas a cargo das mulheres.

Homens, Estado e empresas devem estar atentos a este fator, afirmou a coordenadora da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Márcia Vasconcelos, na abertura da Oficina sobre Igualdade de Gênero e Equilíbrio entre Trabalho e Família nas Empresas, em Brasília.

Para a coordenadora, "quando todos os setores da sociedade, seja da atividade laboral ou do âmbito familiar, entenderem que a redistribuição das atividades é necessária, todos vão ganhar. As empresas com maior produtividade e até as famílias, com uma melhor qualidade de vida e satisfação da mulher em realizar suas funções".

Jornada de trabalho dupla

De acordo com dados da OIT, em pesquisa de 2008 no Brasil, entre os 97 milhões de pessoas no mercado de trabalho, 43% são mulheres. A pesquisa mostra que elas gastam, em média, 20 horas semanais com afazeres domésticos, enquanto os homens gastam 9 horas, o que demonstra que as mulheres têm uma jornada de trabalho superior.

"Nós estamos no mercado de trabalho e não queremos sair. Mas, neste momento, estamos invisíveis. Precisamos de projetos e de políticas que atendam às nossas necessidades", disse a coordenadora de projetos da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Eunice de Morais.

Segundo Eunice, a legislação é o melhor caminho. A coordenadora lembra da importância da Convenção 156 da OIT, que ainda não foi aprovada no Brasil. Entre os principais pontos da convenção está o de compatibilizar de maneira satisfatória o trabalho entre os diferentes gêneros e raças.

A coordenadora diz que o país pode dar um grande passo e buscar equilíbrio nas relações trabalhistas se aprovar o texto sobre a igualdade salarial no mercado de trabalho, previsto na pauta da Câmara para a próxima terça-feira (3).


Ver mais notícias sobre os temas:

Gênero

Trabalho e Emprego

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.