Resveratrol causa danos ao pâncreas de bebês

Grávidas não devem tomar resveratrol

Um suplemento dietético amplamente disponível, e que alguns afirmam ter propriedades antienvelhecimento e trazer outros benefícios para a saúde acaba de revelar seu lado negativo.

Até agora considerado seguro, o resveratrol causou anormalidades significativas no desenvolvimento do pâncreas de filhotes de macacos.

Por causa desses resultados, os autores do estudo recomendam fortemente que as mulheres grávidas, ou mulheres que planejam engravidar, evitem tomar suplementos de resveratrol.

Resveratrol

O resveratrol é um composto vegetal encontrado na casca das uvas vermelhas, no vinho tinto, em amendoins e várias outras plantas.

Na ânsia de isolar um composto que possa ser tomado em comprimidos e transformado em um produto comercial, os cientistas vinham apontando que o resveratrol seria a molécula responsável pelos benefícios de diversos alimentos.

Pesquisas mais recentes, contudo, têm mostrado que os antioxidantes como o resveratrol podem fazer mal.

De fato, alguns estudos em animais confirmaram alguns benefícios, e os estudos iniciais de toxicidade tinham concluído que o resveratrol era seguro para os humanos.

Com base nessas conclusões anteriores, a equipe que fez a descoberta estava tentando ver se o resveratrol poderia ajudar a proteger contra alguns dos efeitos de dietas com altos teores de gordura em mulheres grávidas, cujos efeitos incluem complicações durante a gravidez e complicações de saúde de longo prazo para o bebê.

Os estudos estavam sendo feitos em macacas grávidas.

Resveratrol afeta desenvolvimento do pâncreas

A pesquisa indicou inicialmente que o resveratrol gera alguns benefícios reais para as macacas, incluindo a melhoria do fluxo sanguíneo da placenta para o feto.

Mas os pesquisadores também descobriram um efeito que os surpreendeu - o resveratrol teve um efeito negativo significativo sobre o desenvolvimento do pâncreas dos filhotes. O pâncreas é fundamental para a regulação do nível glicose no sangue.

"No começo, os resultados foram promissores e nós esperávamos encontrar um suplemento natural que poderia melhorar as complicações na gravidez. No entanto, o impacto negativo sobre o pâncreas é realmente preocupante," disse o Dr. Kevin Grove, da Universidade do Oregon (EUA).

"Eu acredito que é algo que os obstetras devem saber, e devem aconselhar as mulheres a parar de tomar [os suplementos de resveratrol]," disse o Dr. Antonio Frias, coautor do estudo.

Os resultados foram publicados no FASEB Journal.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gravidez

Dietas e Emagrecimento

Medicamentos Naturais

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.