Roupa inteligente monitora respiração do bebê

Síndrome da morte súbita infantil

As mães são orientadas a contar os movimentos do bebê no útero e, após o nascimento, verificar constantemente a respiração do nenê.

Embora rara, a chamada síndrome da morte súbita infantil ocorre principalmente durante o sono, em crianças saudáveis e sem histórico médico. Os cientistas ainda não têm uma explicação para essas ocorrências.

Cientistas alemães desenvolveram uma nova "roupa inteligente" para recém-nascidos que promete tornar essa tarefa de checar a respiração mais fácil e mais precisa.

A roupinha - de um tipo tradicionalmente conhecida como body - automatiza a verificação da respiração do bebê por meio de um circuito eletrônico totalmente incorporado no tecido.

Sensor para monitorar respiração do bebê

A roupa inteligente possui sensores que alertam os pais tão logo a criança pare de respirar.

Roupa inteligente monitora respiração do bebê
O circuito eletrônico foi aplicado na cor preta para melhor visualização, mas pode passar praticamente despercebido, monitorando a respiração do bebê no peito ou no abdome.
[Imagem: VERHAERT Masters in Innovation]

A inovação foi possível graças a um circuito eletrônico feito de plástico, que não apenas é flexível, mas pode também se esticar, preservando totalmente o conforto do bebê.

A placa de circuito impresso, normalmente uma prancha rígida e dura, foi substituída por poliuretano, um polímero usado para revestir superfícies ou como alcochoamento, entre outras aplicações.

Segundo o professor Manuel Seckel, do Instituto de Microintegração IZM, na Alemanha, a solução é superior aos atuais tecidos eletrônicos: "Os componentes eletrônicos podem ser posicionados sobre o material de forma tão precisa quanto nas placas tradicionais, graças à estabilidade do substrato."

Bandagens e exames dos rins

Segundo o pesquisador, o exemplo da roupa inteligente para monitorar a respiração do bebê é apenas uma das muitas aplicações potenciais para os novos circuitos eletrônicos flexíveis.

Outros usos incluem bandagens de pressão para serem aplicadas sobre ferimentos, sobretudo queimaduras, e equipamentos para monitoramento das funções renais.

No caso dos curativos, os sensores ajudarão os enfermeiros a posicionarem a bandagem de forma a otimizar a cicatrização.

Nos rins, o circuito eletrônico poderá substituir um exame que hoje envolve a aplicação no paciente de uma substância que só o rim consegue processar e a coleta de amostras de sangue a cada 30 minutos - o circuito eletrônico fará tudo automaticamente.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com o Recém-nascido

Equipamentos Médicos

Gravidez

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.