Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

28/05/2013

Scanner de gordura corporal emagrece e fica mais esbelto

Redação do Diário da Saúde

O AllBodyScan 3D, scanner de gordura corporal desenvolvido por pesquisadores da da USP, em São Carlos, ganhou uma nova versão mais leve e compacta.

O equipamento avalia o percentual de gordura corporal com maior precisão do que a tecnologia presente no mercado.

Após escanear o corpo todo em 30 segundos, o software calcula volume e altura e, complementado com dados como idade e sexo do avaliado, leva mais 30 segundos para processar o resultado final.

O escaneamento é feito por meio de um sensor de infravermelho, o mesmo utilizado nos videogames modernos, que é fixado em uma torre, enquanto o avaliado permanece em pé sobre uma plataforma giratória.

O software captura os dados volumétricos e gera um modelo tridimensional da pessoa. Para tanto, é necessário que esta esteja com trajes adequados, como roupas de ginástica, pois o volume das vestimentas pode influenciar na medição.

Scanner de gordura corporal emagrece e fica mais esbelto
O equipamento avalia o percentual de gordura corporal com maior precisão do que a tecnologia presente no mercado. [Imagem: ICMC]

A versão compacta do AllBodyScan 3D suporta até 250kg, o que possibilita sua utilização em pessoas com obesidade mórbida.

Mario Gazziro, coordenador do projeto, diz que as modificações em relação à primeira versão foram mínimas. "A principal modificação foi a redução do tamanho, consumindo agora apenas dois metros quadrados de área, enquanto o outro modelo ocupava sete metros. Essa diminuição de tamanho foi possível, pois nessa nova abordagem, nós giramos o avaliado sobre o próprio eixo, em 180 graus. Na versão original, um poste com os sensores é era rotacionado 270 graus ao redor do avaliado por meio de um trilho circular, o que tornava o equipamento grande", revelou.

Outro cálculo que é feito pela nova versão do equipamento é o de peso corporal, por meio da medição da superfície. A margem de erro é de 200 gramas para uma pessoa de biotipo médio (considerando um homem com 80 quilos). O software também armazena, exibe e permite exportar esses dados para outros sistemas.

O scanner passará a ser comercializado a partir do segundo semestre de 2013.


Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Dietas e Emagrecimento

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?