Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

27/03/2015

Sinais de trânsito dinâmicos atraem mais atenção do motorista

Redação do Diário da Saúde

Movimento nos sinais de trânsito

Quando os carro viajam em velocidades elevadas, milissegundos importam muito: às vezes, apenas alguns metros representam a diferença entre a vida e a morte, sobretudo no caso de pedestres.

A novidade é que os motoristas reagem significativamente mais rápido aos sinais de trânsito que retratam maior movimento, o que pode dar indicações sobre como reduzir os acidentes e as mortes no trânsito.

"Um sinal que evoque mais movimento aumenta a percepção de risco do observador, que por sua vez atrai sua atenção mais rapidamente e o faz parar mais cedo," explica Ryan Elder, da Universidade Brigham Young (EUA).

"Se você quer chamar a atenção dos motoristas, você precisa de sinais que sejam mais dinâmicos," resume o pesquisador.

Sinais de trânsito dinâmicos

Sinais de trânsito dinâmicos incluem imagens que parecem se mover a uma velocidade maior.

Por exemplo, o sinal de pedestres atravessando a via nos EUA e no Brasil têm baixo dinamismo. Já o sinal da Polônia (no centro da ilustração abaixo) tem um pouco mais de dinamismo. Mas os pesquisadores recomendam ainda mais dinamismo, com os personagens dando a impressão de estarem correndo.

Sinais de trânsito dinâmicos atraem mais atenção do motorista
Os pesquisadores recomendam o uso de sinais de trânsito como o da direita, com os personagens representados correndo. [Imagem: Ryan Elder]

"Se parecer que os personagens estão andando, então o seu cérebro não irá se preocupar com eles se atirando para a rua," disse Elder. "Mas se eles parecem estar correndo, então você pode imaginá-los, com toda a sua pressa, entrando bem na frente do seu carro," acrescentou Elder.

Frenagem antecipada

Em um experimento, os pesquisadores descobriram que os participantes de uma simulação de condução reagiram em média 50 milésimos de segundo mais rapidamente aos sinais de trânsito com maior dinamismo.

Para um carro andando a 100 km/h, 50 milissegundos se traduzem em uma distância adicional de 2,1 metros para que o carro pare - uma distância que pode fazer a diferença em uma faixa de pedestre.

Em um segundo experimento, a equipe usou tecnologia de rastreamento ocular para medir quanto tempo leva para que os olhos do motorista percebam um sinal de trânsito.

Os resultados mostraram que os sinais de maior dinamismo atraem a atenção mais cedo e a mantêm significativamente mais tempo do que os sinais estáticos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Acidentes

Mente

Olhos e Visão

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Nanoestrelas matam bactérias sem desenvolver resistência

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento