Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

23/09/2011

Site avisa pessoas que têm mau hálito

Redação do Diário da Saúde

Halitose

O mau hálito não é uma doença, mas um sintoma de que algo não vai bem no organismo.

Esta é a principal mensagem passada pela Associação Brasileira de Halitose (ABS), que estima que 57 milhões de brasileiros tenham halitose crônica, popularmente conhecida como mau hálito.

Existem mais de 50 causas para o mau hálito.

Diferentemente do que a maioria pensa, cerca de 90% delas têm origem na boca, como o sangramento da gengiva. "Somente 1% dos casos é do estômago", explicou Marcos Moura, presidente da ABS.

Mas também o sintoma pode ser um sinal de algo mais grave, que a pessoa está doente, com diabetes ou hipertensão, por exemplo.

Importância da saliva

O especialista também falou sobre um outro mito: o de que tem mau hálito quem não escova os dentes corretamente.

A halitose pode ser provocada por pouca salivação, alterações nas amígdalas e outros problemas bucais.

"Nem sempre uma boa escovação resolve o problema. Às vezes, a pessoa higieniza a boca mais de cinco vezes ao dia e não adianta", explicou o dentista.

O problema aparece com mais frequência entre os idosos, que respondem por 70% dos casos. Vários medicamentos tomados nessa fase da vida diminuem a salivação, e a boca seca é uma das principais causas do mau hálito.

Mas jovens e crianças não estão imunes ao problema.

SOS Mau Hálito

Dificilmente a própria pessoa identifica que tem o problema.

Isso ocorre porque o indivíduo se habitua com o odor constante, o que os especialistas chamam de fadiga olfatória, e não sente o próprio hálito. "Com a proximidade da boca com o nariz, você fica acostumado ao cheiro", disse Moura.

Como as pessoas acham constrangedor falar a respeito, os especialistas criaram um serviço no site da associação (www.abah.org.br), chamado "SOS Mau Hálito".

Quem quiser avisar a um amigo que ele tem o problema, faz a indicação no site, em total anonimato. Ele só precisa escolher como quer que o amigo receba a notícia, fornecendo ou o e-mail ou o endereço de correspondência do indicado.

A associação então envia um texto esclarecendo sobre a halitose, suas causas e tratamento. Quem indicou fica no anonimato.

De acordo com Moura, a entidade não tem como distinguir se a pessoa que recebeu a mensagem foi vítima de uma brincadeira de mau gosto - mas, da média de 30 cartas enviadas por mês, até agora não houve nenhuma reclamação.

Dicas para evitar o mau hálito

Veja alguns cuidados para evitar o mau hálito, indicados pela Associação Brasileira de Halitose em seu prospecto:

  • Comer a cada três horas para estimular a salivação e evitar a boca seca. Alimentos cítricos são uma boa opção.
  • Escovar os dentes, usar o fio dental e o raspador lingual após cada refeição.
  • Tomar, pelo menos, dois litros de água por dia.
  • Mascar chiclete depois das refeições ajuda a limpar a cavidade bucal e na salivação. As marcas sem açúcar são ideais.
  • Prefira antisséptico bucal sem álcool pois resseca menos a mucosa da boca.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Bucal

Higiene Pessoal

Relacionamentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Ciência começa a entender eficácia da Medicina Chinesa contra o câncer

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão